Quando o assunto é dor de cabeça o que mais desejamos é saber como nos livrar dela. Mas antes de tudo, é importante saber onde a dor se localiza. Dependendo do local onde dói mais, podemos identificar previamente uma simples dor de cabeça ou um forte enxaqueca. Além disso, ao conhecer os sintomas, você aprende a distinguir quando pode lidar com a dor em casa e quando deve consultar um médico. Conheça, então, as principais diferenças entre uma e outra, suas causas e tratamentos adequados.

DOR DE CABEÇA

A dor de cabeça talvez resulte de tensão nervosa, lesão ou pinçamento de um nervo. Quando os músculos na cabeça, no rosto ou pescoço entram em espasmo, os vasos sanguíneos ao redor se contraem muito e, então, se dilatam para compensar a pressão. As fibras nervosas reagem ao alongamento dos vasos sanguíneos enviando mensagens de dor ao cérebro.

É possível que a dor seja notada na cabeça inteira ou apenas em uma parte dela. Essa sensação pode variar desde uma dor superficial a um golpe brusco ou uma dor profunda e latejante. Algumas são reações do corpo a um estilo de vida ruim: refeições irregulares, má postura, excesso de estresse. Outras causas comuns são:

  • Infecções generalizadas
  • Falta de sono
  • Álcool em excesso
  • Efeito rebote de analgésicos
  • Inflamações locais (de seios nasais, ouvido ou dentes)
  • Efeitos hormonais (tensão pré-menstrual)

 

A dor de cabeça ocasional pode ser tratada em casa, utilizando analgésicos simples, ervas medicinais ou técnicas de relaxamento. Se suas dores de cabeça são frequentes e os analgésicos usados mais de uma vez por semana, consulte seu médico. Talvez, você tenha de mudar o estilo de vida.

Óleo Analgésico de Hortelã

Coloque 2 xícaras de folhas de hortelã fresca num recipiente limpo. Cubra as folhas com azeite de oliva, quase enchendo o frasco. Adicione 1 colher (sopa) de vodca ou álcool isopropílico e tampe bem. Coloque-o ao sol e deixe a hortelã macerar por 2 semanas, no mínimo. Escorra o líquido para um frasco ou garrafa limpa e adicione gotas de tintura de benjoim (disponível em farmácias e lojas de produtos naturais) para preservar o óleo. Guarde o óleo num local escuro e frio.

O óleo de hortelã-pimenta, esfregado na testa e nas têmporas, pode reduzir as dores de cabeça.

Conheça outros analgésicos naturais que podem amenizar suas dores.

ENXAQUECA

As enxaquecas ocorrem quando gatilhos – odores fortes, pouco ou muito sono, luzes brilhantes, flutuações hormonais – atiçam o nervo trigêmeo, o maior nervo situado na cabeça. Ao ser ativado, ele libera substâncias químicas que provocam inflamações em torno de vasos sanguíneos e nervos do cérebro, gerando dor. A enxaqueca pode se anunciar com uma aura afetando a visão. Em seguida, pode ocorrer uma dor pulsante ou latejante, em geral ao redor de um ou de ambos os olhos, na testa ou nas têmporas. Se não for tratada, é provável que dure horas ou dias. Os sintomas são:

  • Náusea
  • Enjoo
  • Falta de apetite
  • Sensibilidade à luz e ao som

 

Embora não exista cura para a enxaqueca, há medicamentos capazes de tratar as crises ou reduzir sua frequência. Mudanças no estilo de vida também ajudam e devem ser a base para administrar suas enxaquecas. Por exemplo, tente caminhar meia hora todos os dias. Durante o horário de trabalho, levante-se com frequência e dê uma volta pelo local. Leve almoços saudáveis para o trabalho. Tente parar de fumar, esse vício pode lhe causar muitos outros males. Além disso, reduza o consumo de álcool para, no máximo, dois drinks diários. Por fim, aprenda exercícios de relaxamento (respiração profunda) e pratique-os duas vezes ao dia.

Fique atento! Consulte urgentemente um médico se a dor de cabeça aparecer de repente, sem motivo aparente e ocorrer com: fraqueza, dormência ou formigamento nos membros; perda parcial de consciência; perturbação; febre alta; ou erupção cutânea.