Faça uma busca
|
Publicado em: 22 de maio de 2021

7 dicas de como aumentar a imunidade em idosos

Quer envelhecer com saúde e energia? Saiba como melhorar a sua imunidade.

Imagem: Tristen Le/Pexels

Um bom sistema imunológico é uma verdadeira fortaleza contra ataques e ajuda a desenvolver resistência a todos os micróbios com os quais você se depara ao longo da vida. No entanto, ele precisa de manutenção cuidadosa, e mesmo o sistema imunológico mais saudável muda com o envelhecimento. Por isso, saber como aumentar a imunidade na terceira idade é tão importante. Mas não se preocupe, você pode tomar algumas medidas simples para assegurar que seu guarda-costas continue a defender órgãos e tecidos contra ataques externos.

Para o que serve o sistema imunológico?

O sistema imunológico tem como função proteger o corpo contra incursões de vírus, bactérias e parasitas. Sua reação instantânea é chamada de “resposta imune”. O revestimento interno das vísceras e dos pulmões, por exemplo, aprisiona bactérias invasoras, ao passo que bactérias úteis encontradas no intestino evitam que organismos prejudiciais assumam o controle. O combate continua na urina, que expulsa germes da bexiga, enquanto, nos vasos sanguíneos, as células brancas são altamente eficazes em encontrar e matar intrusos infecciosos.

Leia também: 6 sintomas de imunidade baixa que você precisa reconhecer

Você pode contar com essa proteção desde sempre: mecanismos naturais sempre prontos para combater invasores. Mas o sistema imunológico também pode aprender: ele tem a capacidade de identificar e derrotar novos e diferentes inimigos. Essa imunidade “adquirida” ou “adaptativa” significa que o corpo é prevenido assim que depara com uma forma específica de ataque em seus sistemas. Na próxima vez, ele estará mais bem-equipado para rechaçar o ataque. Essa é uma vantagem do envelhecimento.

A imunidade em idosos

Com o envelhecimento, o sistema imunológico também pode não responder com tanta eficácia – um processo denominado imunossenescência. Talvez você leve mais tempo para se livrar de uma doença, ou as feridas podem demorar mais a curar.

Uma das explicações inclui modificações químicas relacionadas ao envelhecimento das células, diferenças nas proteínas nas superfícies das células, até alterações em órgãos inteiros. Separadamente, cada fator pode ser trivial, mas juntos podem ter um efeito radical sobre a saúde.

São os problemas imunológicos uma causa do envelhecimento ou um efeito? Os cientistas ainda não sabem, mas é certo que as doenças não são tão inevitáveis. A imunogerontologia levanta questões desconcertantes sobre as mudanças que ocorrem no nosso sistema imunológico.

Pessoas que vivem mais demonstram que cada um pode fazer uma grande diferença em sua saúde e longevidade. Monitorando as respostas do sistema imunológico à medida que envelhece e fazendo mudanças sensatas no estilo de vida para mantê-las fortes, você pode tornar-se o maior aliado de seu sistema imunológico na batalha para defender sua própria saúde.

7 dicas de como aumentar a imunidade em idosos

casal de idosos com boa imunidade
É importante se manter ativo e saudável para continuar com a imunidade em alta. (Imagem: Pexels)

Ajude seu sistema imunológico modificando muitos aspectos do estilo de vida que o afetam. Aqui estão as melhores formas:

1. Fique livre da fumaça

O ato de fumar e a exposição passiva ao fumo aumentam o risco de infecções. Um estudo norte-americano de 2010 descobriu que tanto o tabagismo quanto a aspiração passiva tinham efeitos negativos sobre o funcionamento do sistema imunológico.

2. Seja ativo

Pergunte a si mesmo se você se exercita o suficiente. Se você estiver em forma e tiver mobilidade, procure incluir uma combinação de atividades aeróbicas e de fortalecimento dos músculos. Boas opções para pessoas com mais de 65 anos incluem 20 a 30 minutos de caminhada vigorosa, ioga, dança ou até mesmo cavar o jardim em alguns dias da semana. Para alguém com menos mobilidade, praticar qualquer atividade, por mais leve que seja, é benéfico. Isso também pode ajudá-lo a manter um peso saudável – ter quilos em excesso aumenta o risco de diabetes, câncer e doença cardíaca. E parte disso pode estar no modo como células adiposas em excesso afetam o sistema imunológico, causando inflamação perigosa, que por sua vez danifica os tecidos.

3. Priorize o sono

Uma boa noite de sono é essencial para que o sistema de defesa do corpo funcione bem; inversamente, a privação prolongada do sono pode enfraquecer as respostas do sistema imunológico – e você produzirá menos anticorpos para combater infecções, conforme mostram estudos.

4. Coma para ter imunidade

Uma dieta bem equilibrada que satisfaça todas as necessidades nutricionais de seu corpo ajuda a protegê-lo contra infecção – opte por uma grande quantidade de frutas, legumes e verduras, fibras e grãos integrais, e por alimentos com baixo teor de gorduras saturadas e açúcares.

5. Mantenha tudo limpo

Seja cuidadoso com a higiene quando prepara, cozinha ou armazena alimentos. Limpe a parte interna da geladeira e verifique se a temperatura é baixa o suficiente (0°C a 5°C). Ao cozinhar, preste atenção à limpeza da cozinha e lave as mãos com frequência. Isso reduzirá o número de patógenos que podem entrar no corpo.

6. Reduza as toxinas

Controle a quantidade de produtos químicos tóxicos como detergentes e alvejantes que você usa na casa. Evite misturar substâncias químicas diferentes, como alvejante e removedor de calcário, porque isso pode emitir gases nocivos.

7. Obtenha proteção

Outra medida de precaução crucial é tirar vantagem das vacinas: a anual contra gripe e a dose única contra pneumonia (consulte o médico). Faça exames de rastreamento também, como exames de vista, do câncer de mama, do aneurisma aórtico abdominal (AAA), do antígeno prostático específico (PSA) e a pesquisa de sangue oculto nas fezes.

Fuja dos germes

As pessoas idosas tendem a se misturar menos em grupos. Então, você deve deparar com menos germes para o sistema imunológico repelir no dia a dia. Mas há grande chance de aparecerem “novos” patógenos – por meio do contato com os netos ou usando transportes públicos, por exemplo.

Uma doença que você não teve na infância – como rubéola ou catapora, ou um germe do resfriado com o qual suas células T de memória não encontraram antes – pode causar problemas à sua imunidade, e isso, em virtude do reduzido número de células T ingênuas, pode resultar em complicações mais graves que em pessoas mais jovens. Faz sentido, portanto, fazer tudo o que você puder para evitar essas infecções:

  • Lave bem as mãos depois de usar os transportes públicos e quando chegar em casa.
  • Saia para fazer compras e use os transportes públicos fora das horas de pico.
  • Abra as janelas para que o ar fresco circule quando o aposento estiver cheio de pessoas.
  • Fique longe dos netos quando eles tiverem infecções.
  • Se não puder ficar longe deles, procure manter pouco contato físico – evite abraçar e beijar familiares e amigos quando eles estiverem com uma doença infecciosa. E tome cuidado extra com a higiene.
  • Mantenha um estilo de vida saudável.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close