Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Artigo exclusivo para assinantes!
Cadastre-se para continuar lendo!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 4 de fevereiro de 2021

Vilão da dieta? Nutricionista explica como macarrão pode ser aliado

Confira as propriedades nutricionais desse alimento!

Imagem:

Embora a origem do macarrão seja incerta, uma coisa é fato: esse é um prato consumido em todo o mundo. De diversos tipos, e com muitas possibilidades de molhos para acompanhar, aqui no Brasil o macarrão caiu no gosto popular e tornou-se um dos pratos mais consumidos.

Leia também: estrogonofe faz mal? Nutricionista explica

No entanto, muita gente ainda tem dúvidas sobre as propriedades nutricionais desse alimento. E assim, algumas perguntas surgem. Como por exemplo: quem está de dieta pode comer macarrão? Há formas de torná-lo menos calórico? Há algum horário mais indicado para seu consumo? 

Para responder essa e outras questões, Seleções conversou com a nutricionista Gabriela Motta Scheffer, que nos trouxe o panorama nutricional desse alimento.

Confira!

Mas afinal: macarrão engorda?

receita de macarrao
Imagem: iStock

Para muitas pessoas, um prato de macarrão à bolonhesa com queijo parmesão ralado em cima é o retrato de um almoço ou jantar ideal. Mas e para quem está de dieta? É “permitido”? 

“Ouvimos muito que o macarrão engorda e que para quem quer perder peso o ideal seria deixar de consumir esse alimento. Mas não é bem assim que as coisas realmente funcionam. Primeiro: tudo que é consumido em excesso pode levar ao ganho de peso indesejado. Segundo: uma dieta equilibrada deve conter em média 50 a 60% de carboidratos em sua composição, sendo esse nutriente encontrado no macarrão”, explica a nutricionista Gabriela Motta.

Como todos os alimentos que consumimos, o segredo está no equilíbrio — manter o excesso longe e focar em que seu corpo precisa.

“Se for consumir de forma equilibrada não tem por que evitar esse alimento. Lembrando ainda que 100g de macarrão integral cozido possui aproximadamente 139kcals e 100g de arroz integral cozido possui aproximadamente 170kcal. Dessa forma, não há mesmo razão a evitá-lo”, explica.

E quanto ao horário?

macarrao
Imagem: iStock

Outro mito que encontramos em relação às massas é sobre o melhor horário para consumi-las. Por muito tempo acreditou-que comer alimentos mais calóricos à noite propiciaria aqueles tão temidos “quilinhos extras”. No entanto, não é bem assim.

“Não existe um horário especifico para se consumir esse alimento. O que acontece é que geralmente nós, nutricionistas, não recomendamos seu consumo no período da noite, já que pode trazer a sensação de corpo pesado e mal estar antes de dormir”, explica.

Diabéticos devem consumir com moderação

Embora a moderação seja a chave para o consumo de qualquer alimento, a nutricionista Gabriela que alguns grupos devem ter ainda mais cuidado com os exageros desse alimento, que é rico em carboidrato.

“Pessoas com diabetes, por exemplo, devem consumir de forma cuidadosa e preferir as versões integrais, uma vez que elas contém mais fibras, tornando a absorção pelo organismo mais lenta e não elevando rapidamente o açúcar no sangue. Pessoas com triglicerídeos elevados também devem tomar cuidado, uma vez que o excesso de carboidrato também contribui para o aumento dessa taxas”, explica.

Antigamente alergicos e intolerantes a gluten deviam evitar, mas hoje já existe versões própria para essas pessoas

Como tornar o prato menos calórico?

macarrao
Imagem: iStock

Quem quer perder medida não precisa ficar sentindo culpa ou tampo fugir desse alimento. A nutricionista Gabriela explica que há formas de tornar esse prato ainda mais saudável.

“Opte pela versão integral, deixe sempre ao dente, evite molhos gordurosos à base de bacon ou queijos, acrescente uma fonte de proteína, como carne moída magra ou frango desfiado. Além disso, evite molhos prontos, opte por molhos caseiros feito com tomate, alho e manjericão, e aproveite para acrescentar também vegetais como brócolis ou espinafre.

Além disso, a nutricionista recomenda fugir do macarrão instantâneo, uma vez que é um alimento ultraprocessado, que perde seus nutrientes na hora de sua fabricação, e possui muito sódio e conservante.

“A escolha da melhor versão irá depender de você — do seu paladar, das suas restrições ou não e da forma como ele será preparado. Como sempre falo aos meus pacientes, o importante é o equilíbrio. Então, se consumido de forma consciente, uma macarronada às vezes é sim bem-vinda”, conclui.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados