Muitos alimentos frescos (legumes, frutas e produtos perecíveis) começam a perder o valor nutritivo no momento em que são colhidos. Consumindo-os o mais rápido possível, você vai aproveitar o melhor sabor e os benefícios para a saúde, ao mesmo tempo que economiza e reduz sua pegada ecológica, isto é, cria menos impacto sobre o meio ambiente.

As 10 dicas para consumir alimentos frescos

1

A melhor forma de obter produtos frescos é plantando. A segunda melhor opção é comprar alimentos frescos produzidos localmente. Quanto maior o tempo em que o alimento é armazenado e transportado, menos valor nutritivo ele tem. Cerca de 10% desse valor se perde – em especial a vitamina C – no caminho da plantação à mesa. Conheça 12 motivos para comprar produtos locais e ainda economizar.

2

Compre alimentos da estação. Evite produtos que ficam armazenados no gelo por longos períodos. Além de mais valor nutritivo, os produtos da estação têm preço mais baixo. Você conhece as frutas de cada estação? Então descubra aqui!

3

Compre comida em pequenas quantidades e use-a rapidamente, mesmo que isso signifique fazer compras mais de uma vez por semana. Mas, se você comprou a mais, veja como não deixá-las estragar.

Turma da Mônica e Corpo Humano

4

Manuseie hortaliças frágeis com cuidado, pois elas se machucam com facilidade, deteriorando-se rapidamente.

5

Atente para os procedimentos corretos para o armazenamento de cada produto – eles ajudam a conservar os alimentos.

6

Prepare hortaliças um pouco antes de comê-las. Depois de cortadas, elas começam a perder vitaminas. Mergulhá-las em água também contribui para a perda de nutrientes. Por fim, guarde as porções cortadas e não utilizadas em um saco plástico dentro da geladeira.

7

Deixe as frutas amadurecerem em temperatura ambiente, longe da luz direta do sol, que pode destruir nutrientes como as vitaminas A e C. Inclusive, refrigerar paralisa o processo de amadurecimento.

8

Coma carne e peixe em até 2 dias depois da compra. Leve o peixe à geladeira ou ao freezer o mais rápido possível – o alto teor de ácidos graxos faz com que se deteriore rapidamente. Mas sempre guarde carne e peixe na prateleira mais baixa da geladeira ou na gaveta própria, a fim de impedir que líquidos que possam escorrer desses alimentos pinguem sobre outros, como legumes.

9

Quando fizer compras, pense no cardápio da semana e planeje consumir o produto mais perecível primeiro. Folhas e ervas têm alto teor de água e tendem a murchar com rapidez. Frutas maduras se machucam com facilidade. Raízes, abóbora, brócolis, maçã e laranja duram mais tempo se armazenados corretamente.

10

Beba o suco fresco de frutas e legumes em até 3 ou 4 horas após seu preparo. Quanto mais o suco ficar exposto ao ar, mais oxida e começa a perder nutrientes importantes. Além disso, experimente juntar ao suco um pouco da polpa coada, que é rica em fibras. Aproveite e conheça alguns sucos refrescantes e perfeitos para o verão.

Não perca esta dica

Tenha uma bolsa térmica na mala do carro para que alimentos perecíveis, como carne, peixe, laticínios e ervas não estraguem a caminho de casa. Alguns cubos de gelo podem ajudar a manter uma temperatura baixa uniforme na bolsa.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!