A maioria dos homens se preocupa com o câncer de próstata, mas poucos são os que pensam em câncer de bexiga – que é o mais comum em homens de meia-idade e idosos.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), este é o nono tipo mais incidente, em nível mundial. Já no Brasil, a ocorrência é superior a 150 mil casos por ano.

Um em cada cinco casos desse tipo de câncer ocorre depois da exposição a algumas substâncias químicas utilizadas na fabricação de corantes, tintas, tecidos e outros produtos. Além disso, o cigarro também é um dos principais vilões. Porém, se for diagnosticado cedo, o câncer de bexiga pode ser tratável. Confira os sintomas e as principais estratégias de prevenção!

Sintomas

Os principais sintomas incluem sangue na urina; dor para urinar; dor abdominal e necessidade frequente de urinar.

Confira as principais estratégias de prevenção do câncer de bexiga:

cookiecatagency/iStock

1. Pare de fumar

Se você fuma, o risco de contrair câncer de bexiga é duas a quatro vezes maior do que o de quem nunca fumou. Estudiosos estimam que dois terços de todos os casos de câncer de bexiga estão relacionados ao fumo. Por isso, quanto mais tempo de vício e maior a quantidade de cigarros fumados, maior é o risco.


Obby-Rh/iStock

Estudos confirmam que o sucesso em parar de fumar é duas vezes maior se você usar substitutos de nicotina, como chiclete ou spray nasal, e contar com algum grupo de apoio, como programas de aconselhamento. Procure ajuda.


MonthiraYodtiwong/iStock

2. Verifique a qualidade da água que você bebe 

Beber água de poço ou água encanada com teores elevados de arsênico aumenta o risco de desenvolver câncer de bexiga.


jarun011/iStock

O nível de arsênico deve ser menor do que 10 microgramas por litro. Leia o relatório que vem na conta emitida pela empresa que abastece a sua região. Se tiver poço, contrate uma empresa particular para fazer a análise de sua água.