Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 25 de agosto de 2018

Veja como exercícios físicos influenciam em cada idade

Os exercícios físicos podem salvar a sua saúde e garantir bem-estar, basta saber como aplicá-los em cada fase da vida

Imagem:

Pessoas que se exercitam de forma intensa e regular conseguem postergar o declínio físico por décadas. Aos 60 anos, podem ter uma avaliação médica equivalente à de alguém na faixa dos 40, por exemplo. Os exercícios físicos podem variar com a idade, mas o importante é não deixar de movimentar o corpo.

Graças à maneira como o corpo cresce, se desenvolve e envelhece, exercícios físicos diferentes propiciam benefícios específicos em momentos distintos da vida. Focar nisto pode ajudar você e sua família a obter o máximo do exercício, afastar doenças, seguir em forma por mais tempo e evitar lesões. Veja, a seguir, como isso acontece em cada fase da vida.

Idade Adulta (19-44 anos)

É fácil perder o foco das metas de exercícios físicos durante os anos em que, possivelmente, esteja construindo sua carreira, montando casa e formando família. Mas vale a pena – e muito – manter hábitos saudáveis.

⇒ Preserve as rotinas de exercícios; é bem viável também que você dê continuidade a esse hábito na idade avançada. Por outro lado, se abandonar o exercício agora e passar a ter uma vida sedentária, será muito difícil mudar a rotina ao envelhecer. Aproveite e descubra se você já tem ou não uma vida sedentária nesse teste!

⇒ Continue com os exercícios de sustentação de peso para fortalecer os ossos e manter a massa muscular. Isso evitará enfermidades e doenças graves cada vez mais comuns com a proximidade da meia-idade.

⇒ Embora pareça que está “perdendo” tempo longe das tarefas profissionais e da família, saiba que os exercícios físicos beneficiarão ambas. As pessoas que se exercitam com frequência tendem a ser perspicazes. Além disso, ficam mais alertas no trabalho e menos propensas ao estresse e à depressão. Assim, conseguem se dedicar aos parceiros e filhos, aproveitando sua companhia. E é bem provável que vivam mais.

Meia-idade (45-65 anos)

Manter rotinas de exercícios físicos nessa fase pode fazer toda a diferença. Você pode evitar uma velhice sedentária, com o aparecimento de doenças, e ter anos de vida ativa e saudável.

⇒ Continue com o exercício aeróbico (caminhada e natação) para manter o coração e pulmões em plena forma. Para cada idade tem um tipo de atividade ideal, descubra a mais adequada para você.

⇒ Não negligencie rotinas de ganho de força, já que reter massa muscular é relevante conforme você envelhece. Assim, você irá reduzir o risco de quedas, ganhar menos peso, ter um percentual menor de gordura corporal e níveis melhores de colesterol e glicose no sangue. Além de evitar a prisão de ventre, melhorar o sono e diminuir o perigo de depressão e lapsos de memória.

Idade Avançada (+65 anos)

Não há razão para desistir dos exercícios físicos ao entrar na velhice – pelo contrário. Estudos mostram que começar a se exercitar na faixa dos 70 ou até dos 80 anos pode melhorar muito o condicionamento e a sensação de bem-estar.

 A atividade física regular semanal, de moderada a intensa, traz benefícios significativos e favorece quase toda ação em prol da boa saúde. Percebemos por meio do controle das taxas de colesterol e do sono pesado.

⇒ Mantenha o treinamento de força. Num estudo em que 50 homens e mulheres, com idade média de 87 anos, se exercitaram com pesos por 10 semanas, eles mais do que dobraram a força muscular e melhoraram a velocidade da marcha – mesmo sem caminharem.

 

Concluímos que não há motivo para não se exercitar, não é mesmo? Os exercícios físicos, além de proporcionarem bem-estar, são incrivelmente benéficos para o bom funcionamento de todo o nosso organismo. Anime-se e comece uma vida mais saudável e cheia de energia.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados