Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 14 de novembro de 2018

Pesquisadores relacionam infarto a cristais de colesterol

Um estudo revela que o colesterol líquido pode ser letal quando endurece e forma cristais afiados

Imagem: Ugreen/iStock

Como a chuva que se congela em neve ou granizo, o colesterol pode se solidificar em suas artérias. De acordo com uma nova pesquisa publicada em 15 de novembro de 2017 na revista The American Journal of Cardiology, o problema é que esses cristais de colesterol podem se expandir e romper a placa e a parede da artéria, provocando um infarto (veja aqui como reconhecer um infarto e como agir).

Com base em pesquisas anteriores, os médicos sabiam que o colesterol pode formar placas e provocar inflamação; e ambas causam problemas nas artérias e no coração.

Bloqueio das coronárias

No estudo em questão, os pesquisadores analisaram o material que bloqueava as artérias coronárias de 240 pessoas que sofreram infarto e descobriram que quase todas as placas continham esses cristais. Em alguns pacientes, a quantidade de cristais era considerável. “Recolhemos esses detritos e encontramos grande quantidade de cristais em 89% dos casos”, diz o Dr. George Abela, principal autor do estudo.

A razão de ninguém ter visto os cristais antes é que os pesquisadores usavam álcool para processar as artérias para análise, e isso dissolvia os cristais.

O Dr. Abela destaca que essa descoberta ajuda a explicar por que beber com moderação pode proteger o coração. Algumas pesquisas indicam que doses moderadas de bebida alcoólica reduzem o risco de infarto em 30% a 50%; também há benefícios contra outras doenças. “Observamos que indivíduos que tomam estatinas e ácido acetilsalicílico conseguem dissolver os cristais. Tratamentos futuros poderiam se concentrar em outras formas de dissolver os cristais para prevenir problemas cardiovasculares”, disse o Dr. Abela.

Veja aqui a verdade sobre os riscos e benefícios de beber.

Por ora, a melhor maneira de impedir a formação dos cristais é baixar o nível de colesterol no sangue, com exercícios e alimentação adequada.

Por Elisa Roland

Clique aqui e saiba tudo o que você precisa saber sobre o colesterol!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados