Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Artigo exclusivo para assinantes!
Cadastre-se para continuar lendo!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 2 de junho de 2020

Como criar o ambiente ideal para manter as suas plantas saudáveis

Descubra como deixar suas plantas saudáveis dentro de casa.

Imagem: sagarmanis/iStock

Existem dois grandes grupos de plantas de interior: as de folhagem e as que dão flores. Todas necessitam de luz, ar, água e calor e de serem adubadas e podadas ocasionalmente, mas as condições em que melhor se desenvolvem variam. Assim, antes de comprar, informe-se sobre as necessidades específicas dos diferentes tipos de plantas.

Luz

No seu habitat, a maior parte das plantas cresce com luz solar direta, mas fora dele, no interior das nossas casas, necessita de uma ligeira sombra. De um modo geral, as plantas de folhagem variegada ou colorida necessitam de mais luz do que as plantas de folhagem verde-escura. Certifique-se de que estão recebendo a luz adequada. Muito sol irá queimaras folhas, mas luz insuficiente irá ter como resultado caule finos, desenvolvimento reduzido e folhas descoloridas.

Normalmente, os cômodos virados para o sul e o poente são os que têm melhor luz, mas plantas colocadas junto das janelas viradas para o sul podem ter de ser mudadas durante as horas mais quentes do dia para não murcharem. Os cactos do deserto e os gerânios contam-se entre as poucas plantas de interior que necessitam de pleno sol no verão.

As plantas crescem em direção à luz. Portanto, deve-se rodá-las periodicamente para que se desenvolvam de forma uniforme. No entanto, não rode uma planta que tenha as flores em botão, pois, se um botão sofrer uma mudança drástica de luz, poderá cair.

Ar

O ar deve circular livremente em volta das plantas, mas evite as correntes de ar. Limpe o pó das folhas frequentemente para que os poros se mantenham limpos e as plantas possam respirar devidamente. Para plantas com folhas cobertas com penugem, como, por exemplo, as violetas-africanas, utilize um pincel fino. Limpe as plantas com folhas grandes de ambos os lados com um pedaço de algodão umedecido.

Com exceção dos cactos do deserto e das suculentas, são raras as plantas que se dão bem em atmosfera seca. Se você tiver aquecimento central – o que faz secar o ar –, crie um ambiente úmido utilizando um umidificador ou colocando um ou dois recipientes de água no cômodo. Vaporize as suas plantas de vez em quando, tendo o cuidado de utilizar água na temperatura ambiente. Não vaporize as plantas que estiverem sob a luz solar direta, pois as folhas poderão ficar queimadas. Como alternativa, coloque o vaso dentro de um recipiente maior forrado com turfa úmida. Outra alternativa é colocar a planta durante uma hora ou duas no vapor do banheiro ou da cozinha.

Leia também: 12 ferramentas para jardinagem improvisadas que você não imaginava

Temperatura

A maior parte das plantas se dá melhor a uma temperatura constante, de preferência entre 10 e 18ºC. Não ponha plantas perto de ventiladores ou aquecedores, e nas noites frias de inverno afasta-se das janelas.

Adubação

Alimente as plantas com um adubo líquido próprio de quinze em quinze dias durante os períodos de crescimento e floração. Coloque o adubo na água nas quantidades indicadas pelo fabricante. É preferível adubar de menos do que de mais. Não adube as plantas se estiverem doentes ou quando o solo estiver seco.

Rega

A quantidade de água necessária às diferentes plantas varia consideravelmente, mas a maior parte requer mais água na primavera e no verão, durante o período de crescimento. De um modo geral, é preferível regar de menos do que de mais, e uma rega a fundo feita regularmente é melhor do que regas frequentes mas escassas. Os vasos de barro secam mais depressa do que os de plástico. Algumas plantas, tais como as violetas-africanas e os ciclamens e fetos, podem ser regadas a partir de baixo (isto é, com a água colocada no prato do vaso) para que a água seja absorvida para dentro do vaso.

Podar

Pode as plantas que tiverem um crescimento em altura vigoroso.

Muitas plantas de interior quase não precisam ser podadas, basta corta-lhes as folhas murchas.

Se uma planta se tornar fraca, estiolada ou começar a perder cor, pode-a drasticamente até cerca de 10 cm do solo. Faça o corte com uma tesoura de poda ou uma faca afiada logo acima de um nó.

Agora que você já aprendeu a cuidar das suas plantinhas, que tal aprender a usar as plantas na decoração? Confira tudo clicando no link!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados