Todos os conselhos do mundo sobre remédios caseiros não irão ajudar se a sua despensa continuar cheia de alimentos pouco saudáveis. Diga em voz alta: guloseimas açucaradas, lanches processados e produtos similares não são mais bem-vindos! Então, separe numa caixa a comida que vai ser doada e jogue fora os pacotes que já estão abertos. Faça isso seguindo estas dicas:

Elimine os açúcares ruins

Não importa o nome que é dado, alimentos industrializados adoçados devem ser consumidos o mínimo possível. Apesar de ser aceitável usar ocasionalmente produtos que contêm um pouco de mel ou mesmo açúcar branco refinado, jogue fora todos os alimentos que contêm xarope de milho listado entre os quatro primeiros ingredientes. Esses adoçantes ricos em calorias vazias são ainda piores que o açúcar branco. Muitos alimentos e bebidas estão repletos de xarope de milho, inclusive os aparentemente saudáveis, como sucos de frutas, pães e até molhos de tomate prontos. Portanto, verifique atentamente os rótulos. Ou então, experimente fazer o seu próprio molho de tomate.

Livre-se das gorduras tóxicas

Qualquer coisa que contenha as palavras “parcialmente hidrogenado” no rótulo deve ser eliminado da despensa. Esses ingredientes são gorduras trans, e comê-las é como revestir as artérias com cimento – não há uma “quantidade saudável” delas. Essas gorduras elevam o LDL (colesterol ruim) e abaixam o HDL (bom). Dessa forma, consumir gorduras trans aumenta o risco de desenvolver doenças coronarianas, AVC e diabetes do tipo 2. Conheça a pesquisa que correlaciona cristais de colesterol no sangue ao infarto.

Jogue fora o que tem ingredientes químicos

Um rótulo com uma lista de produtos químicos significa que o alimento foi processado até ficar irreconhecível. Portanto, os produtos que contêm mais ingredientes do que você pode contar, sobretudo os que têm nomes químicos estranhos, devem ser eliminados da despensa.

Cheire os temperos

Se o seu pote de tomilho está há anos na prateleira, provavelmente já perdeu o viço – e as propriedades medicinais. Então, reserve alguns minutos para abrir cada pote de ervas e temperos e faça o teste do nariz. Se não conseguir sentir o aroma natural e pungente da erva ao abrir o pote, ela já deve ter perdido seus poderes curativos (e culinários). Jogue fora e substitua por um produto fresco. A maioria das ervas, se armazenadas de forma adequada em local fresco, seco e escuro, dura um ou dois anos. Especiarias inteiras, como paus de canela, pimenta-do-reino e cravos-da-índia inteiros, duram cerca de um ano. Veja algumas dicas sobre armazenamento de alimentos.

Descarte os cereais inúteis

Uma porção (1 xícara) de cereais matinais nutritivos deve ter as características abaixo. Livre-se dos que não atendem a estas recomendações.

  • 120 calorias ou menos
  • 2 g ou mais de proteína
  • 5 g de fibra (quanto mais, melhor)
  • 8 g (ou menos) de açúcar, a menos que seja um cereal saudável contendo frutas secas
  • 3 g ou menos de gordura; nada de gordura trans. Se contiver nozes, ou castanhas, o teor de gordura pode ser um pouco maior.
  • 10% a 25% da IDR de vitaminas e minerais essenciais (ex.: ferro, ácido fólico, B6 e B12). A vitamina B12, aliás, pode ajudar na diminuição de problemas cardíacos.

Verifique as datas de validade

Embora nem todos os itens fora da validade sejam prejudiciais à saúde, há uma boa chance de que tenham perdido o seu valor nutricional, e devem então ser descartados.

Proíba bebidas açucaradas

Se tem uma coisa que você pode fazer para melhorar a saúde da sua família é limitar radicalmente a ingestão de bebidas açucaradas, incluindo refrigerantes e sucos artificiais de fruta. Essas bebidas são a principal fonte de adição de açúcar da alimentação ocidental típica, segundo um relatório científico publicado pela American Heart Association (AHA). E o Brasil está entre os países que mais consomem refrigerantes.  A AHA correlaciona o consumo dessas bebidas, o sobrepeso e a menor absorção de nutrientes essenciais – sem mencionar anormalidades metabólicas (como diabetes) e um impacto destrutivo na saúde do coração, entre outras preocupações. Faça o teste e descubra se os alimentos que você consome podem influenciar na saúde do seu coração.

Fique esperto com o “natural”

Alguns fabricantes de alimentos acrescentam termos como “natural” ou “saudável” nos rótulos dos produtos. Isso não quer dizer nada, já que não existem normas para regular o uso dessas palavras. Então, se você está interessado em produtos “naturais”, pule as mensagens promocionais e leia o rótulo nutricional para ter certeza de que o produto não contém ingredientes químicos.

Com esse guia de compras, você conseguirá ter alimentos muito mais nutritivos e eficazes para a saúde na sua despensa. Esteja sempre atento aos rótulos e dê preferência aos produtos frescos, sua saúde agradece!