Faça uma busca
|
Publicado em: 20 de junho de 2019

O “teste dos dedos dos pés” para conferir a rigidez arterial

Este exame nada tecnológico para verificar a rigidez arterial pode ajudar a evitar infartos.

Imagem: structuresxx/Istock

Assim como os balões de festa de aniversário, os vasos sanguíneos saudáveis são flexíveis. Eles se expandem e estreitam durante o dia. Mas, quando as artérias se enrijecem – por causa da idade, dos quilos a mais, do acúmulo de placas na parede dos vasos, da vida sedentária ou do diabetes –, a pressão sobe. E, assim, também aumenta o risco de AVCs e infartos fatais.

O exame da rigidez exige equipamento de alta tecnologia, encontrado em laboratórios de pesquisa. Mas agora basta sentar-se no chão para ter uma ideia do estado das suas artérias. Elas estão elásticas ou flácidas? Num estudo recente com 526 pessoas, pesquisadores verificaram que os mais ágeis no exercício de se sentar com as pernas estendidas e tocar os dedos dos pés também tinham artérias mais flexíveis, medidas pelo exame da onda de pulso aórtica.

Qual a ligação? As paredes das artérias são feitas com os mesmos componentes – células musculares lisas e tecido conjuntivo – que os músculos dos quadris e das costas, como observa Kenta Yamamoto, que encabeça a pesquisa e trabalha no Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Norte do Texas. Assim, o que enrijece um terá o mesmo efeito sobre o outro.

Realmente, há indícios de que as atividades que mantêm flexíveis os grandes músculos, como os alongamentos, podem “acalmar” a atividade neurológica que também afeta a flexibilidade das artérias.

Já outro estudo verificou que adultos que passam a seguir um programa de alongamentos regulares aumentam a flexibilidade da artéria carótida, que fornece sangue ao cérebro.

O teste para conferir rigidez arterial:

Sente-se no chão com as pernas retas e estendidas à frente do corpo, com os dedos dos pés para o alto. Depois, curve-se a partir dos quadris e estenda os braços na direção dos pés. Então tente tocar os dedos.

O próximo passo:

Quem não consegue alcançar os pés corre risco maior de rigidez arterial. Então, se não mediu a pressão nos últimos 12 meses, faça isso agora.

“É bom medir a pressão arterial pelo menos de dois em dois anos”, diz o Dr.
Yamamoto. Além disso, ele também afirma que acrescentar alguns alongamentos à rotina de exercícios pode aumentar a elasticidade dos músculos e das artérias.

5 exames do coração que podem salvar sua vida

fechar

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close