Faça uma busca
|
Publicado em: 14 de setembro de 2020

Conheça 15 estratégias para reduzir gastos na cozinha

Entenda como é possível ter uma cozinha econômica e sustentável com atitudes e escolhas simples.

Imagem: Yury Gubin/iStock

As cozinhas são grandes consumidoras de energia e água, além de serem também as maiores fontes de resíduos nas casas. Assim, vale a pena dedicar um tempo à avaliação de sua rotina na cozinha e fazer algumas mudanças.

Reduzir gastos na cozinha significa usar os recursos com inteligência e escolher eletrodomésticos eficientes. Considerar aparelhos que não gastam muita energia elétrica no ato da compra também é uma forma de economizar e ajudar o planeta.

Além das dicas a seguir, é preciso entender que é preciso tomar medidas inteligentes. A reciclagem, por exemplo, é essencial para uma cozinha econômica, já que é possível reutilizar embalagens de diversas formas.

Entenda a seguir como reduzir gastos na cozinha com medidas e escolhas simples:

  • Lyudinka/iStock

    1. Escolha sua geladeira corretamente

    Geladeiras e freezers consomem muita energia. Por isso, na hora de comprar esses eletrodomésticos, escolha modelos econômicos. Isto lhe garantirá uma redução dos gastos a longo prazo.


  • MarianVejcik/iStock

    2. Invista em fogões a gás

    Fogões a gás têm metade do custo de funcionamento dos modelos elétricos e produzem metade dos gases causadores do efeito estufa. Entretanto, ainda vale a dica acima: procure modelos econômicos!


  • lyulka/iStock

    3. Atenção aos congelados

    Para reduzir o tempo de cozimento de pratos congelados, descongele-os na geladeira antes de levar ao forno ou ao fogão.


  • Hakase_/iStock

    4. Use uma segunda pia

    Ao lavar os pratos manualmente, mergulhe-os numa segunda pia cheia de água fria e limpa, em vez de enxaguá-los sob a torneira. Se em sua casa não houver uma segunda pia, improvise com uma bacia cheia de água.


  • Bet_Noire/iStock

    5. Reciclar é a regra de ouro!

    Reaproveite embalagens sempre que puder. Garrafas, potes e plásticos em geral podem ser lavados e reutilizados indefinidamente.


  • JimmiLarsen/iStock

    6. Observe o lava-louças

    Procure modelos que ofereçam opção de uso intermediário. Alguns têm duas gavetas, que podem ser usadas juntas ou separadas. Usar
    apenas uma pode garantir uma economia de 9 litros de água.


  • fotokostic/iStock

    7. Guarde a água para as plantas

    Lave frutas e verduras numa bacia ou tigela com água em vez de usar a torneira. Reaproveite a água depois para molhar a grama ou as plantas.


  • BrianAJackson/iStock

    8. Inove com a torradeira

    Se puder, prepare pequenos pratos em pequenos utensílios, como uma torradeira ou uma frigideira. A torradeira, por exemplo, gera apenas um quarto das emissões de gases do efeito estufa de um grill elétrico para realizar a mesma tarefa.


  • monkeybusinessimages/iStock

    9. Feche a porta do forno!

    Evite abrir o forno quando estiver ligado. A temperatura do forno cai cerca de 15ºC a cada vez que a porta é aberta. Isso pode atrasar o que estiver preparando, e, consequentemente, gastar mais.


  • Koldunov/iStock

    10. Não se esqueça de controlar o fogo

    Use panelas de tamanhos compatíveis com as bocas do fogão e mantenha a chama o mais baixo possível. Se a chama passar das extremidades da base da panela, você desperdiçará energia.


  • Stadtratte/iStock

    11. Controle a temperatura

    Não ajuste o termostato para uma temperatura muito baixa. O nível ideal para a geladeira é 3ºC ou 4ºC e para o freezer, –18ºC a –15ºC. Cada redução de 1ºC pode aumentar o consumo de energia em 5%.


  • akdemirhk/iStock

    12. Organize o espaço na geladeira

    Mantenha pelo menos dois terços do espaço da geladeira ocupado. Os alimentos retêm o frio
    melhor que o ar. Vazia, a geladeira precisa de mais energia.


  • lolostock/iStock

    13. Use placas de indução em fogões elétricos

    Fogões a gás são mais econômicos. Mas, se optar pela eletricidade, considere usar placas de indução, que são 30% mais eficientes que as tradicionais. Cada placa de indução tem uma chave e uma espiral indutora eletromagnética. Quando uma panela é colocada sobre a placa, cria-se um campo magnético, que aquece a panela, mas não o fogão. O desperdício é pequeno, e o controle
    da temperatura é mais preciso.


  • Elnur/iStock

    14. Não se esqueça do forno de micro-ondas

    Use o forno de micro-ondas para pratos pequenos e para reaquecer refeições. As micro-ondas requerem menos energia e produzem quantidade muito menor de emissões de gases do que fogões comuns. Descubra também outros 5 usos incríveis para o seu micro-ondas.


  • welcomia/iStock

    15. Opte pelo forno ventilado

    Escolha um forno com ventilação. Esse tipo de forno é até 25% mais eficiente e produz até 35% menos gases do efeito estufa do que os modelos sem ventilação. O forno ventilado pode ajudar principalmente quando houver muitos alimentos para serem cozidos ao mesmo tempo, visto que o calor é dissipado mais facilmente através do sistema. Ou seja, ele é ideal para cozinhar diversos alimentos de forma homogênea ao mesmo tempo.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados