Faça uma busca
|
Publicado em: 11 de junho de 2020

As cidades secretas do Vale do Indo

Junto com o Antigo Egito e a Mesopotâmia, o Vale do Indo foi uma das três primeiras civilizações do Velho Mundo.

Imagem: olgakr/iStock

Mesmo em ruínas, as antigas cidades do Vale do Indo, no Paquistão, parecem mais bem planejadas do que a maioria dos atuais centros urbanos do subcontinente indiano. De fato, lembram a simetria das modernas cidades. Com ruas de traçado regular, edifícios de tijolos e sistemas de saneamento. 

Os arqueólogos que descobriram as ruínas do vale do Indo no princípio deste século notaram a existência de uma cultura original, contemporânea da antiga Suméria e do Egito (cerca de 2400 a.C). Mas, em certos aspectos, era mais avançada do que aquelas. Tal como em infraestrutura e urbanismo. Além disso, tinha o seus sistema de escrita (até hoje indecifrado) e ligações comerciais com a Mesopotâmia, bem como postos avançados perto da moderna Bombaim, a mais de 100km. 

De onde vieram os criadores desta civilização? Que língua falavam? Seriam todas aquelas cidades (mais de 100, espalhadas numa área maior do que o Egito ou a Suméria) regidas pelos mesmos dirigentes? Por que tal civilização se extinguiu por volta de 1700 a.C? Todos estes mistérios continuam sem resposta. 

Urbanistas

As maiores cidades, que incluem Harappa e Mohenjo-Daro, possuíam cidadelas dentro de muralhas, com torres e intervalos irregulares, colocadas em elevações de 12m. Os arqueólogos encontraram também vestígios de grandes celeiros e enormes banhos públicos. Sugeriu-se, portanto, que a ideia de construir cidades veio da Mesopotâmia. Isso porque as ligações com a Suméria tornaram-se tão estreitas que havia tradutores sumérios da língua do Indo. Porém, os raros registros remanescentes estão de tal forma fragmentados que não deixaram pistas. 

Por que a cultura do Indo desapareceu? Teria o rio alterado o seu curso, submergindo as cidades? Talvez o próprio homem tenha provocado a desertificação da região, ao derrubar as árvores para usá-las como combustível e cozer tijolos. Ou então as epidemias e a fome tenham também contribuído para o colapso. 

Indício macabro

O fim, porém, pode ter sido mais violento. Em Mohenjo-Daro, os arqueólogos encontraram 13 esqueletos. Alguns com golpes de machado e de espada na cabeça, talvez infligidos pelos invasores arianos. Esses invasores dominaram a Índia depois da civilização do Indo, e são os ancestrais do hindus modernos.  

Exceto nos mitos hindus, como o Rig-Veda, que fala num povo próspero, de pele escura, vencido pelos invasores arianos, e no culto de Siva, uma divindade hindu cujo aspecto se parece com o deus da religião do Indo, esta breve e misteriosa cultura desapareceu quase sem deixar rastros. 

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close