Faça uma busca
|
Publicado em: 21 de abril de 2021

6 erros que você ainda está cometendo na sua saúde bucal

Será que você ainda comete alguns desses erros?

Imagem: busracavus/iStock

Nós aprendemos a escovar os dentes na infância. De lá para cá, vamos aperfeiçoando nossos métodos, e aprendendo a importância de manter a saúde bucal em dia. No entanto, o que parece fácil e infalível na verdade pode estar sendo feito de maneira errada. Você sabe, por exemplo, qual é o melhor tipo de escova de dentes? Ou que o enxaguante bucal não deve ser usado sem prescrição do seu dentista?

Manter a saúde bucal não é importante apenas pela questão estética. É claro que todos nós desejamos ter sorrisos branquinhos, um hálito fresco e nos manter bem longe de problemas nos dentes. Mas além disso, a saúde bucal também impacta diretamente em nossa saúde como um todo.

Inclusive, um estudo publicado na Journal of Clinical Periodontology, desenvolvido por instituições do Catar, da Espanha e do Canadá, apontou que pessoas com periodontite têm um risco três vezes maior de serem intubadas por Covid-19. Além disso, as bactérias associadas à periodontite também podem entrar na corrente sanguínea e aumentam o risco de doença cardiovascular.

Seleções conversou com a cirurgiã-dentista Dra. Thaís Branco, do Rio de Janeiro, que compartilhou os seis principais erros que você pode estar cometendo na hora de fazer a sua higienização bucal. Confira!

1. Escovar os dentes com escovas de cerdas duras

dentista
Imagem: iStock

Seleções: Algumas pessoas podem ter a impressão de que cerdas duras limpam mais profundamente os dentes. Isso é verdade? Ou o ideal é utilizar escovas mais macias?

Dra. Thaís Branco: Esse é um erro super comum! Usar escovas de cerdas e/ou escovar os dentes usando força excessiva pode causar o desgaste do esmalte dentário e retração gengival. Por isso, o mais indicado é sempre optar por escovas de cerdas macias e usar a técnica correta de escovação para remover toda a placa bacteriana dos dentes. Força não é sinônimo de limpeza.

2. Não passar fio dental após as refeições principais

fio dental e importante para a saúde bucal
Imagem: iStock

Seleções: Qual é o papel do fio dental, por que é importante usá-lo? E qual é a frequência ideal de uso?

Dra. Thaís Branco: Muita gente não dá a devida importância ao fio dental, mas é necessário ressaltar que sem ele a higiene fica incompleta! Afinal, somente o fio dental consegue remover os resíduos de alimentos que ficam presos entre os dentes, onde a escova não consegue alcançar.

O ideal seria que todos fizessem o uso do fio dental sempre que escovassem os dentes (3x ao dia após as principais refeições), mas é compreensível que com a correria do dia a dia nem sempre isso é possível. Então nós recomendamos que se use o fio dental pelo menos 1 vez ao dia e, de preferência, antes de dormir, que é quando deve ser feita uma higienização mais caprichada.

Leia também: Clareamento dental -- o que você precisa saber sobre esse procedimento?

3. Fazer clareamento dental com receitinhas caseiras

dentista faz clareamento dental, saúde bucal
Imagem: iStock

Seleções: Muita gente ainda faz uso de receitinhas caseiras para clarear os dentes. Por que elas são perigosas? E quanto às pastas de dente “clareadoras”, elas realmente funcionam?

Dra. Thaís Branco: As receitas caseiras são um verdadeiro perigo para a saúde bucal! A maioria delas conta com ingredientes abrasivos ou ácidos que não possuem nenhum efeito clareador verdadeiro sobre os dentes, apenas causam uma abrasão superficial no esmalte dentário, dando a falsa sensação de clareamento.

Os cremes dentais clareadores seguem a mesma premissa. E isso porque eles possuem uma maior quantidade de ingredientes abrasivos na sua composição e seu uso a longo prazo pode causar danos irreparáveis aos dentes e muita sensibilidade, além de não trazerem nenhum resultado relevante.

Muita gente acha que a proibição por parte dos dentistas a essas receitas caseiras seja apenas pelo capricho de poderem cobrar um alto custo pelo tratamento clareador no consultório. Mas a verdade é que o clareamento dental seguro e eficaz só é possível quando utilizados os produtos específicos, que passaram por muitos testes e estudo, cuja venda é restrita apenas aos cirurgiões-dentistas. Quem procura alternativas caseiras e baratas para tratar dos dentes não está dando a devida importância a sua saúde bucal.

4. Não dar a devida atenção à limpeza da língua

lavar lingua e importante saude bucal
Imagem: AndreyPopov/iStock

Seleções: Como deve ser feita a higienização da língua? É aconselhado o uso de limpadores próprios para a lingua?

Dra. Thaís Branco: Limpar a língua precisa fazer parte do ritual de escovação! Quando a língua fica com a superfície esbranquiçada significa que ela está com uma camada de saburra lingual (que é o resultado do acúmulo de resíduos de alimentos, células mortas e bactérias), e essa é uma das maiores causas de mau hálito.

A higienização da língua pode ser feita tanto com a escova de dentes quanto com os raspadores de língua. Ambos são eficazes quando usados da maneira correta.

Com a escova e um pouquinho de creme dental você pode fazer movimentos de varredura na língua, sempre de dentro para fora até que ela fique com a superfície livre de resíduos. E com os raspadores de língua você faz o movimento de dentro para fora até conseguir remover toda a saburra lingual.

5. Não fazer check-ups regulares em sua saúde bucal

clareamento dental
PIKSEL/iStock

Seleções: Muita gente só vai ao dentista quando já há algum sinal de desconforto na boca. Qual é a frequência ideal de ida ao dentista? Por que é importante fazer esses check-ups regulares?

Dra. Thaís Branco: A frequência ideal para visitar o dentista é a cada 6 meses. Pois as consultas de prevenção, como as chamamos, são fundamentais para conseguirmos diagnosticar qualquer problema que ainda esteja no começo.
Além disso, esse é o tempo ideal para fazer a limpeza profissional onde é removido o tártaro dos dentes e feita a aplicação tópica de flúor para prevenção de cáries.

6. Usar enxaguantes bucais sem orientação médica

enxaguante usado na saúde bucal
Imagem: iStock

Seleções: Pode substituir a escovação por um bochecho? É realmente necessário usar o enxaguante bucal todos os dias?

Dra. Thaís Branco: Nenhum enxaguante bucal tem a capacidade de limpar os dentes como a escova e o fio dental. Por isso, para fazer uma boa higiene bucal é preciso realizar a escovação corretamente e usar o fio dental todos os dias! Além disso, o que muitos não sabem é que os enxaguantes devem ser usados apenas sob a orientação do cirurgião-dentista.

Eles têm sua importância sim, mas apenas para pessoas que sofrem com doenças periodontais, alto índice de cáries, dentes muito sensíveis e pós-cirúrgico. Para as demais pessoas, o uso diário do produto é completamente dispensável.

fechar

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close