Faça uma busca
|
Publicado em: 4 de fevereiro de 2022

Frieira: prevenção, remédios caseiros e mais

Douglas Ferreira
Última atualização: 3 de fevereiro de 2022
Por: Douglas Ferreira

Saiba mais sobre a frieira e aprenda algumas receitas caseiras.

Frieira: prevenção, remédios caseiros e mais Imagem: maska82/iStock

Você já sentiu uma coceira ou sensação de ardência nos pés? Bem, isso provavelmente significa que um fungo se instalou entre seus dedos. Chamada de frieira — ou pé de atleta —, essa infecção também causa bolhas, descamação, secreção e crostas. Se ela não for tratada, pode espalhar-se para os calcanhares, a sola dos pés e os dedos.

Leia também: Saiba como evitar micose na virilha

Contudo, não é preciso se desesperar. Felizmente, a natureza oferece diversos antifúngicos e remédios calmantes. Continue lendo e saiba como tratar frieira com alguns ingredientes que você provavelmente já tem aí mesmo na sua cozinha. 

Como se prevenir contra freiras

Alguns princípios básicos ajudam a proteger os pés contra essa coceira terrível. Estes estão no alto da nossa lista se seus pés são propensos a pé de atleta:

Lave os pés

Lave regularmente os pés com água e sabão ou utilize uma bacia de água misturada com 230 ml de vinagre. Preste especial atenção ao espaço entre os dedos dos pés, onde o fungo adora se alojar.

Polvilhe talco

O que é bom para o bumbum do bebê também é bom para seus dedinhos. Depois de lavar e secar bem os pés, polvilhe-os com talco, amido de milho (maisena) ou pó antifúngico.

Tenha cuidado com sapatos

Tenha atenção na hora de escolher os sapatos. Você pode adorar o modelo que uma celebridade recentemente elogiou, mas, se for todo de couro, pode se transformar num condomínio abafado onde vicejam fungos.

Escolha boas meias

Quando seus pés suam, você precisa de meias que acabem com a umidade. As meias de algodão apenas absorvem a umidade. Use meias esportivas criadas especificamente para manter os pés secos. Se seus pés suam muito, troque as meias duas vezes por dia e alterne os pares de sapatos a fim de dar-lhes tempo de secar. No caso dos tênis e meias usados para se exercitar, faça com frequência maior.

Calce seus pés

Nunca ande descalço em locais públicos! Use sandálias ou chinelos, sobretudo nos chuveiros da academia ou na piscina. Porém, ande descalço em casa. Andar descalço pela casa permitirá que seus pés sequem e “respirem”, o que desestimulará o crescimento de fungos.

Quando procurar um médico?

Se você é diabético e sofre de frieira, marque uma consulta com o médico. O diabetes causa problemas circulatórios e danos nos nervos que tornam mais graves qualquer ferida ou infecção.

Telefone para o médico se observar que seus pés estão quentes ao toque, inchados ou apresentam estrias vermelhas, que são sinais de infecção. O mesmo se aplica se a micose for acompanhada de febre ou pus ou outra secreção.

Finalmente, consulte o médico se você já experimentou muitos remédios e o problema persiste. Uma medicação antifúngica mais forte pode ser a única solução.

8 remédios caseiros contra frieira

Ao abrir o armário da cozinha, você provavelmente não pensa numa drogaria. No entanto, há incontáveis gerações, esse é um importante papel dele. Você vai se surpreender ao ver quantos itens básicos funcionam como remédios naturais contra frieira.

1. Bicarbonato de sódio

Adicione a uma colher de sopa de bicarbonato de sódio a água suficiente para fazer uma pasta. Esfregue-a onde o pé coça. Isso proporcionará alívio rápido. Deixe a pasta no local por 5 a 10 minutos; enxágue bem e seque os pés. Depois, polvilhe os dedos do pé com talco ou amido de milho.

2. Mostarda em pó

Faça um escalda-pés morno com cerca de uma colher de sopa da mostarda em pó que está no meio de seus temperos e deixe seus pés imersos por um bom tempo. A mostarda tem propriedades antifúngicas.

3. Iogurte

As bactérias acidófilas vivas do iogurte enviam microrganismos amigáveis para derrotar os fungos hostis que causam a ardência, a coceira e a descamação entre os dedos. Aplique um pouco de iogurte natural sobre as áreas afetadas, deixe secar, depois enxágue e seque bem.

4. Vinagre

Mergulhe um chumaço de algodão em vinagre e aplique-o nas áreas afetadas várias vezes ao dia. Da mesma forma, mate os fungos das meias mergulhando-as no vinagre por meia hora.

5. Cebola

Um antigo remédio caseiro que parece ter algum mérito é o uso de sumo de cebola fresco para tratar o pé de atleta. Uma explicação para seu êxito: a cebola tem propriedades antimicrobianas, o que significa que é um inimigo natural de bactérias e fungos.

Para usar, coloque uma cebola grosseiramente picada no processador de alimentos com água suficiente para formar uma pasta. Coloque os pés numa bacia e jogue por cima a pasta fedorenta. Deixe por uns 30 minutos antes de enxaguar e secar bem os pés.

6. Óleo de melaleuca

Se você não tem óleo de melaleuca (tea tree) no seu armário de remédios, deveria ter. Trata-se de um remédio caseiro essencial para dezenas de problemas. Esse potente antisséptico é utilizado para todos os tipos de afecções da pele há mais de um século. Um estudo descobriu que o óleo de melaleuca foi tão eficaz quanto um medicamento de venda livre para pé de atleta no alívio do ardor, da coceira, da inflamação e da escamação.

Leia também: 20 óleos essenciais e suas funções curativas

Adicione algumas gotas do óleo essencial a uma colher de sopa de hamamélis e aplique com um cotonete na área afetada três vezes por dia. Esse óleo pode causar dermatite (inflamação da pele) em algumas pessoas, por isso use-o com moderação na primeira vez e não volte a usar se aparecerem lesões cutâneas.

7. Tomilho

Misture uma xícara de chá forte de tomilho (duas colheres de sopa de tomilho seco em 230 ml de água fervente, abafe e deixe descansar 10 minutos). Coe e, quando esfriar, embeba um pano de algodão no chá e passe-o nos pés, especialmente nas áreas avermelhadas e entre os dedos. Seque bem com um pano limpo.

O tomilho possui propriedades antifúngicas. Você também pode experimentar a mesma preparação substituindo o tomilho por cravo-da-índia ou orégano, dois poderosos agentes antifúngicos da sua prateleira de temperos. (Para um duplo ataque aos fungos, aplique depois o óleo de melaleuca diluído num pouco de hamamélis.)

8. Unguento de aloé

O aloé ajuda a curar a pele esfolada e rachada, e os dois óleos combatem os fungos. Use esse unguento que necessário. Para essa receita você vai precisar de 1 talo de aloé, ½ colher (chá) de óleo de melaleuca (tea tree) e 10 gotas de óleo de lavanda.

Para preparar, abra de alto a baixo o caule do aloé e use uma colher de chá para cavar todo o gel. Misture com os óleos essenciais de melaleuca e de lavanda. Por fim, esfregue o lenitivo nas áreas afetadas.