Dicas para evitar alergias desde cedo. Quer você esteja apenas pensando na possibilidade de ter filhos, esteja grávida ou já tenha seus anjinhos em casa, estas medidas ajudam a reduzir os riscos de alergias.

Durante a gravidez

1. Siga a dieta mediterrânea

É uma alimentação rica em grãos integrais, frutas, legumes e peixe, com azeite de oliva como fonte principal de gordura. Em uma pesquisa, crianças cujas mães seguiram uma dieta desse tipo tinham 82% menos probabilidade de apresentar sibilos e 45% menos probabilidade de ter erupções na pele, indicadores de alergias infantis.

A dieta mediterrânea, rica em grãos integrais peixes e azeite, você encontra aqui.

2. Tome diariamente 1 g de óleo de peixe

Há evidências de que tomar esse óleo anti-inflamatório como suplemento reduz o risco de alergias em crianças pequenas. Então, converse com seu  médico antes.

Turma da Mônica e Corpo Humano

Leia sobre medidas de prevenção de alergia em nosso artigo.

3. Tome suplemento probiótico

Dessa forma, crianças cujas mães tomaram suplementos com essas bactérias benéficas durante a gravidez – e as que tomaram probióticos quando bebês – parecem ter menos probabilidade de desenvolver eczema, um problema de pele que provoca coceira e é precursor de alergias em crianças.

Dê uma olhada no post e saiba tudo sobre probióticos e prebióticos.

Na infância

4. Alimente seus filhos com bastantes frutas, hortaliças e peixe

Os pesquisadores observaram quase 500 crianças gregas desde a gravidez das mães até completarem 6 anos e meio; descobriram que dietas ricas nesses alimentos reduzem significativamente o risco de alergia e asma. Assim, as crianças que comiam frutas e hortaliças pelo menos duas vezes por dia tinham 74% menos probabilidade de desenvolver rinite alérgica do que as que comiam esses alimentos com menor frequência. Produtos populares em Creta são uvas, laranja, maçã, tomate, berinjela, pepino, vagem e abobrinha; e, ao mesmo tempo, comer uma média de 60 mg de peixe diariamente também ajudou. Por outro lado, as margarinas aumentaram a probabilidade de alergia porque as gorduras hidrogenadas desencadeiam inflamação.

5. Tenha um bicho de estimação

Alguns estudos sugerem que expor os bebês a um gato ou cachorro durante o primeiro ano de vida, ajuda a prevenir alergias aos alérgenos aéreos mais comuns, como ácaro e pólen.

6. Amamente seu filho até os seis meses

Esse é o tempo necessário para reduzir o risco de todas as alergias do seu filho, porque fortalece o seu sistema imunológico. A OMS sugere que seja oferecido o leite materno até os dois anos de idade, mas é claro, além de alimentos sólidos.

7. Espere para dar comida

Pesquisas revelaram que é menos provável que as crianças que não comem alimentos sólidos até os seis meses de idade, ou mais, desenvolvam alergias alimentares.

A fim de saber mais sobre isso, leia o post leite materno e alimentos sólidos.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!