Faça uma busca


|
Publicado em: 24 de outubro de 2019

Câncer do colo do útero: o que é e como se prevenir

70% dos cânceres do colo do útero podem ser evitados, saiba mais

Imagem: ChesiireCat/iStock
Iana Faini
Por: Iana Faini

Quem acha que a pesquisa médica anda a passo de tartaruga não está bem informado sobre os avanços em relação ao câncer do colo do útero. Há 20 anos, nem sabíamos qual era a causa. Agora sabemos que é provocado pelo papilomavírus humano (HPV) e já existe uma vacina para evitar a infecção por esse vírus.

Talvez, ainda em nossos dias, o câncer do colo do útero seguirá o caminho da poliomielite, da difteria e de outras doenças virais combatidas pelas vacinas. Saiba mais sobre a doença a seguir:

Sintomas

Não há sintomas no estágio inicial do câncer do colo do útero. Em estágios mais adiantados, o sinal mais comum é o sangramento vaginal anormal (fora da menstruação) ou corrimentos. Nos estados muito avançados, pode haver dor pélvica.

Como é feito o diagnóstico

O câncer do colo do útero é um dos poucos que podem ser evitados com um exame regular: o Papanicolaou. Esse exame preventivo, em que o médico colhe algumas células do colo do útero para exame ao microscópio, revela as primeiras mudanças celulares que poderão se tornar câncer. Cauterizar, cortar ou congelar essas células pode evitar o câncer. De fato, os exames preventivos são a principal razão da queda de 70% das taxas de câncer do colo do útero desde a década de 1950.

Faça o primeiro exame aos 21 anos ou no início da vida sexual ativa; em seguida, uma vez por ano até os 30. Depois dos 30, se três exames preventivos seguidos forem normais, é possível fazer o exame a cada dois ou três anos. Depois dos 70, após três exames consecutivos com resultado normal e nenhum anormal nos 10 anos anteriores, pode-se parar de fazer o exame.

Quais são as causas

A principal causa é o papilomavírus humano (HPV). O vírus é disseminado pelo contato sexual e infecta pele ou mucosas (oral, genital ou anal), tanto de homens quanto de mulheres, provocando verrugas ou câncer, dependendo do tipo de vírus.

Porém, a interação do cigarro com o HPV aumenta o risco de câncer do colo do útero. Acredita-se que os carcinógenos da fumaça do cigarro permitam que o vírus se mantenha por mais tempo no organismo humano e se multiplique, tornando o colo do útero mais vulnerável às mudanças celulares que podem evoluir para o câncer.

Como se prevenir

1. Vacine-se

Evitamos tétano, coqueluche, meningite e várias outras doenças com vacinas; agora, pela primeira vez, podemos evitar o câncer com duas doses. A vacina previne a infecção dos quatro tipos de HPV que causam cerca de 70% de todos os cânceres do colo do útero. Idealmente, as mulheres devem vacinar-se antes de ter atividade sexual, e é por isso que a vacina é recomendada pelo Ministério da Saúde para meninas de 9 a 14 anos. Porém, na verdade, toda mulher pode se vacinar, desde que não esteja grávida, mas não há indícios de que seja benéfica para as que já foram infectadas pelo HPV.

O SUS oferece a vacina tetravalente para meninas e meninos de até 14 anos. Devem ser tomadas duas doses, com intervalo de seis meses. Fique atento ao calendário de vacinação!

2. Controle o nível de estresse

A infecção pelo HPV não significa automaticamente que a mulher desenvolverá câncer do colo do útero; muitas, principalmente as que têm menos de 30 anos, conseguem eliminar o vírus com a mesma facilidade com que eliminamos dúzias de outros vírus todos os dias. Mas o estresse cotidiano – um chefe difícil, problemas com os filhos ou com o marido, falta de dinheiro – pode reduzir a capacidade de combater vírus, o HPV inclusive, o que aumenta o risco de infecções prolongadas que podem evoluir para o câncer do colo do útero.

3. Use preservativos

Quanto mais relações sexuais sem proteção, maior a probabilidade de infecção pelo HPV e de contrair outras doenças sexualmente transmissíveis.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados