Faça uma busca
|
Publicado em: 30 de março de 2020

Como a alimentação pode aliviar os sintomas da TPM

Douglas Ferreira
Última atualização: 30 de março de 2020
Por: Douglas Ferreira

Cientistas dizem que reduzir a ingestão de gordura animal e aumentar o consumo de grãos e vegetais ajuda a amenizar os efeitos da TPM.

Como a alimentação pode aliviar os sintomas da TPM Imagem: Ridofranz/iStock

Um estudo com 33 mulheres saudáveis concluiu que reduzir a quantidade de gordura animal na alimentação dos típicos 40% para 20% fez uma grande diferença nos sintomas de TPM. De modo geral, o inchaço, as oscilações de humor e os problemas de concentração diminuíram de forma significativa.

Por que comer mais vegetais e grãos integrais ajuda as mulheres com TPM?

Talvez porque esses alimentos estabilizam as oscilações hormonais ao reduzir os níveis de estrogênio no sangue.

Outra razão: os carboidratos complexos aumentam os níveis de serotonina, neurotransmissor do bem-estar que é o alvo de certos antidepressivos. Num estudo no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, pesquisadores concluíram que mulheres que comiam grande quantidade de carboidratos complexos ficaram menos deprimidas, zangadas e ansiosas. A pesquisa também mostrou que elas tiveram humor mais estável que mulheres que comeram menos carboidratos complexos.

Isso faz sentido porque carboidratos ricos em fibra são digeridos mais lentamente que aqueles derivados do açúcar, da farinha e do arroz brancos, por exemplo, e assim ajudam a manter sob controle a glicemia. Quando o açúcar no sangue cai muito, sobrevêm fadiga e irritação, ampliando os sintomas de TPM relacionados ao humor. Os carboidratos complexos também ajudam a evitar a constipação intestinal, comum em mulheres com cólicas menstruais.

Muitas mulheres admitem ter compulsão por chocolate e sorvete antes e durante seus períodos menstruais. Mas, em vez de comer doces, fazer refeições ricas em grãos integrais, frutas e hortaliças pode acabar com os sintomas da TPM; entre eles as cólicas que frequentemente acompanham os sangramentos intensos.

Confira também: Chip da beleza: conheça a nova aposta feminina