Faça uma busca
|
Publicado em: 4 de julho de 2019

Método BLW: saiba como aplicá-lo na introdução alimentar dos bebês

Saiba como aplicar o método BLW e descubra suas vantagens e desvantagens na introdução alimentar dos bebês

Imagem: Martinan/iStock
Publicidade


Você conhece o método BLW ou Baby Led Weaning? A técnica de introdução alimentar para bebês tem ganhado força nas famílias brasileiras. O processo consiste em deixar a papinha de lado e oferecer alimentos crus ou cozidos aos bebês, para que eles mesmos comam usando as mãos.

Mas quais as vantagens e desvantagens do método BLW? E quando começar a usá-lo? Para a Sociedade Brasileira de Pediatria, o baby led weaning pode ser aplicado a partir dos 6 meses de idade.

Assim como a introdução alimentar comum, o método BLW é complementar ao leite materno e não pode substituí-lo. Ao introduzir a técnica, os pais devem oferecer, de forma lenta e gradual, outros alimentos.

Bebê – O leite materno e os alimentos sólidos

Os alimentos mais comuns no BLW são:

Publicidade


  • brócolis ou cenoura cozidos;
  • batata ou mandioquinha cozidas;
  • banana, pera, mamão ou outras frutas cortadas. Evite frutas pequenas, como uvas, e mais duras, como maçãs cruas, devido ao risco de engasgo;
  • pedaços de carne ou frango;
  • fatias de pão.

Dentre os motivos pelos quais o BLW ganhou popularidade destaca-se a importância dada na individualidade de cada bebê e seu ritmo. Dessa forma, se destacam as habilidades dos pequenos e o empoderamento dos pais, que reconhecem em seus filhos seus próprios sinais.

10 estratégias para criar filhos responsáveis

Riscos do método BLW

Como qualquer método de introdução alimentar, o BLW pode oferecer riscos. A principal dúvidas dos pais sobre a técnica é justamente a possibilidade do engasgo.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, assim como a introdução alimentar comum, que utiliza papinhas e colheres, o BLW oferece riscos.

Neste caso, a indicação é supervisionar o bebê enquanto ele come, bem como evitar alimentos preparados de uma forma que reduza o risco de engasgo e que tenham alto risco de aspiração.

Publicidade


Confira dicas de como aplicar o BLW

  • NataliaDeriabina/iStock

    Continue com o leite materno

    O BLW é uma introdução alimentar complementar, como o nome diz, é para complementar o leite materno e não para substituí-lo.


  • LightFieldStudios/iStock

    O bebê deve se alimentar sentado

    Posicione o bebê sempre sentado, na hora da alimentação. As chances de engasgo são maiores em outras posições.


  • NataliaDeriabina/iStock

    Permita que o bebê se suje e interaja com a comida

    Um dos objetivos do método BLW é permitir que a criança tenha contato com a comida e explore mais os sentidos, sentindo a textura e o sabor.


  • 279photo/iStock

    Variedade de alimentos

    Desde cedo a criança deve acostumar-se a comer alimentos variados. Evite a monotonia na dieta e garanta a quantidade de ferro e vitaminas necessárias.


  • Kamsta/iStock

    Respeite o tempo da criança

    A alimentação complementar deve ser oferecida sem rigidez de horários. Dê o tempo necessário para a refeição, sem pressionar a criança.


  • MachineHeadz/iSotck

    Não se limite ao BLW

    No momento da introdução alimentar, o bebê pode receber os alimentos amassados oferecidos na colher, mas também deve experimentar com as mãos, explorando as diferentes texturas como parte natural de seu aprendizado. No entanto, não há uma única forma, explore e deixe que a criança escolha como prefere comer.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close