Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 16 de janeiro de 2020

Entenda o que são os diferentes tipos de gordura

Nem todo tipo de gordura é prejudicial para a saúde. Descubra e entenda as diferenças entre os tipos de gordura.

Imagem: dulezidar/iStock

Na natureza ocorrem três tipos de gordura: a monoinsaturada, a poli-insaturada e a saturada. Um quarto tipo – a “gordura trans” – é quase todo artificial. Eis o que é preciso saber sobre cada tipo sem precisar se aprofundar na ciência.

Gordura monoinsturada

Essa deveria ficar em primeiro lugar na alimentação (pelo menos no que diz respeito à quantidade de lipídios). Essas gorduras são as estrelas da dieta mediterrânea, e já se comprovou que baixam o colesterol e reduzem o risco de cardiopatias. Uma fonte primária e o azeite de oliva. Outras fontes boas são óleo de canola, nozes, castanhas e abacate.

Gordura poli-insaturada

Essa forma de gordura predomina em óleos vegetais, nozes, peixe e algumas verduras. Há dois tipos principais: os ácidos graxos ômega-6, que tendemos a ingerir em grande quantidades nos óleos vegetais, e os ômega-3, encontrados principalmente nos peixes e em determinadas sementes, que raramente ingerimos em quantidade suficiente. Concentre-se em aumentar a quantidade de ácidos graxos ômega-3 na alimentação e reduzir a quantidade de ômega-6.

Gordura saturada

Essa forma de gordura se encontra em maior quantidade nos produtos animais e nos óleos de coco babaçu. A gordura saturada eleva o nível do colesterol ruim LDL e pode aumentar o risco de doença cardíaca. Na verdade, trocar apenas 5% da ingestão calórica total de gorduras saturadas pelas insaturadas pode reduzir em 42% o risco de infarto fatal.

Confira também: Doenças cardiovasculares e gordura intra-abdominal: qual a ligação?

Gordura trans

As gorduras trans não criadas quando se tratam com hidrogênio as gorduras poli-insaturadas para que fiquem sólidas à temperatura ambiente. Além de aumentar o nível de LDL, elas podem reduzir o nível de HDL, além de estarem envolvidas nas doenças cardíacas e no câncer de mama. Quando se trata de gordura trans, nenhum nível é seguro, mas elas estão em todo lugar onde houver alimentos industrializados. Hoje é possível encontrar muitas opções sem gorduras trans; verifique o rótulo dos produtos a fim de evitá-las.

Leia também: O que é mais saudável: a margarina ou a manteiga?

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados