Muitas pessoas pensam que ter saúde mental é não apresentar doenças mentais. No entanto, o conceito implica muito mais que a ausência destas enfermidades, sendo determinada por fatores socioeconômicos, biológicos e ambientais.

Uma pessoa não saudável pode apresentar diversos transtornos como depressão, ansiedade, esquizofrenia, bipolaridade, compulsão, entre outros. Por outro lado, é também possível se tornar dependente químico ou de substâncias psicoativas, como o álcool.

7 conselhos para melhorar a vida social e a saúde mental

Na era das redes sociais, os problemas tendem a ser mais frequentes. Isso porque o julgamento e a necessidade de aprovação, em redes como “Instagram”, podem gerar doenças como depressão e compulsão.

Quem pode ter problemas de saúde mental?

Segundo o Ministério da Saúde, todas as pessoas, de ambos os sexos e em qualquer faixa etária, podem ser afetadas em algum momento, com maior ou menor gravidade.

Recentemente, alguns famosos expuseram seus problemas. O youtuber e humorista Whindersson Nunes, por exemplo, surpreendeu seus fãs ao falar sobre o quadro de depressão que estava enfrentando.

Na mesma situação, artistas como Jim Carrey, Demi Lovato e até o padre Fábio de Melo relataram sofrer com a doença. Já o alcoolismo tem sido exposto pelo ator Fábio Assunção, que luta para vencer a dependência.

Mas como se manter saudável e não desenvolver doenças ou problemas mentais? Separamos um guia sobre saúde mental, com dicas, fatores de risco e falsos conceitos. Confira na galeria abaixo.

  • Artisteer/iStock

    O que pode afetar sua saúde mental?

    Entrada na escola

    O início dos estudos pode afetar a  saúde mental de alguns estudantes. Isso porque este é um momento que algumas pessoas sentem a necessidade de aprovação e precisam aprender a se relacionar.

  • Monkeybusinessimages/iStock

    Adolescência

    Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), a adolescência, que compreende a fase entre os 10 e 19 anos, é um momento que molda os jovens para a vida adulta.

    Enquanto a maioria dos adolescentes tem uma boa saúde mental, múltiplas mudanças físicas, emocionais e sociais, incluindo a exposição à pobreza, abuso ou violência, podem desencadear problemas de saúde mental nos adolescentes. Por isso, esta é uma etapa que precisa de atenção redobrada dos pais e responsáveis.

  • Vadimguzhva/iStock

    Separação dos pais e conflitos familiares

    A separação dos pais e os conflitos familiares podem levar a traumas psicológicos, principalmente por parte dos jovens. Situações como essas podem desencadear problemas de saúde mental, tanto nos pais quanto nos filhos.

  • Diy13/iStock

    Dificuldades financeiras

    Outros fatores que podem gerar problemas de saúde mental são as dificuldades financeiras e o desemprego. Por isso, é preciso estar preparado para lidar com situações como essas.

  • Oatawa/iStock

    Perda de entes queridos

    A perda de entes queridos por si só já pode desestabilizar a saúde mental das pessoas. Por isso, é preciso estar atento ao período do luto e como esta fase irá afetar a vida do indivíduo.

  • Wachiraphorn/iStock

    Falsos conceitos sobre saúde mental

    Segundo o Ministério da Saúde, é comum que as pessoas que sofram com transtornos mentais ou dependência química sejam, muitas vezes, incompreendidas, julgadas, excluídas e até mesmo marginalizadas, devido aos falsos conceitos.

  • MachineHeadz/iStock

    Por isso, é preciso quebrar alguns conceitos sobre a saúde mental. Neste caso, doenças mentais:

    • Não são fruto da imaginação;
    • não se escolhe ter;
    • em alguns casos têm cura e em outros tratamentos;
    • ter problemas mentais não diminui a inteligência das pessoas; e
    • ter doença mental não deixa ninguém preguiçoso;
  • Torwai/iStock

    Saiba como manter a saúde mental

    Ter hábitos saudáveis e qualidade de vida são fatores que ajudam na saúde mental. Por isso, a primeira dica é não se isolar. Procure se relacionar com as pessoas e expressar os sentimentos.

  • Wutwhanfoto/iStock

    Consulte o médico regularmente

    Mantenha os exames em dia e vá ao médico regularmente. Só com a ajuda de um profissional é possível detectar uma doença mental e tratá-la adequadamente.

  • Rawpixel/iStock

    Mantenha o físico e o intelectual ativos

    “Mente sã, corpo são”. O ditado nunca se fez tão necessário. Em tempos de saúde mental afetada, é preciso manter o corpo em movimento, com a prática de exercícios e o foco mental.

  • Noipornpan/iStock

    Tenha uma alimentação saudável

    Estudos apontam que manter uma alimentação saudável, rica em nutrientes, pode ajudar a evitar problemas de saúde mental. Isso porque, com os alimentos corretos, os processos químicos que acontecem no cérebro ocorrem de forma mais adequada, protegendo o organismo e evitando doenças.

  • Fizkes/iStock

    Reforce os laços familiares e de amizades

    Laços de amizade e familiares são fundamentais para uma boa saúde mental. Isso porque a rede de apoio está neste elo, que ajuda a diminuir a solidão e fomenta o sentimento de acolhimento e proteção.

  • Motortion/iStock

    Evite consumo de álcool, cigarro e medicamentos sem prescrição médica

    Pessoas que não apresentam uma boa saúde mental podem ter problemas maiores com o consumo frequente de álcool ou cigarro, assim como medicamentos sem prescrição médica. Ao perceber que a saúde não está em dia, o ideal é procurar ajuda profissional e evitar o consumo destas substâncias.

  • Fizkes/iStock

    Reserve tempo para o lazer

    Sair da rotina do trabalho e descansar a mente são essenciais para manter a saúde mental em dia. Por isso, reserve sempre um tempo para se divertir e esquecer dos problemas rotineiros.

  • Milkos/iStock

    Durma bem

    Dormir faz bem ao corpo e a mente. Por isso, permita-se uma boa noite de sono. O sono em dia ajuda na cognição e melhora a sensação de bem-estar, tanto emocional quanto físico.

  • Diego_cervo/iStock

    Tenha uma relação saudável com as redes sociais

    Um dos indicativos de piora na saúde mental, nos últimos anos, é o uso excessivo das redes sociais. Uma das síndromes que podem ser causadas por este uso é a FoMO.

    O sentimento constante de que deveríamos estar vivendo, sentindo ou tendo algo que não temos é agravado pelo alto consumo de informações nas redes sociais. Por isso, uma boa saúde mental depende também do uso saudável das redes sociais.

     

  • Oatawa/iStock

    Seja realista

    Para qualquer coisa que se tenha vontade ou necessidade de fazer é preciso adequar as expectativas à realidade. Por isso, leve sempre em consideração as possibilidades que se tem para alcançar as metas e evite as frustrações. Nunca exija mais do que você realmente pode fazer!

  • Milkos/iStock

    Seja sociável

    Uma vida saudável depende também do contato direto com pessoas. Por isso, além de manter os laços afetivos, é preciso ser sociável.

  • KatarzynaBialasiewicz/iStock

    Não tenha vergonha de buscar ajuda profissional

    Evitar a ajuda profissional ou não reconhecer o problema são determinantes para agravar os problemas de saúde mental. Por isso, é preciso deixar os julgamentos de lado e buscar o tratamento adequado.

  • Fizkes/iStock

    Saiba perdoar

    Guardar rancor pode ser um gatilho para um problema de saúde mental. Para se manter saudável, sentimentos ruins devem ser deixados de lado. Neste caso, saber perdoar ajuda a superar um momento ruim e seguir com a vida normalmente.

  • Kieferpix/iStock

    Celebre as conquistas

    Não perca seu tempo apenas pensando nos problemas e no que poderia ter feito ou o que poderia ser melhor. Celebre suas conquistas, desde as pequenas às maiores!