Faça uma busca
|
Publicado em: 16 de fevereiro de 2021

Airfryer vale a pena? Veja prós e contras dessa fritadeira elétrica

A cada dia que passa, a airfryer se torna mais popular. Contamos o que você precisa saber antes de escolher a sua.

Imagem: Imagem: TAO EDGE/iStock

A cada dia que passa, a airfryer se torna mais e mais popular. Apesar da desconfiança inicial, este eletrodoméstico vem conquistando todo mundo e se tornando presença garantida nas cozinhas brasileiras. Algumas pessoas gostam tanto, que poderíamos brincar que elas são as verdadeiras testemunhas da airfryer. 

Leia também: Como escolher o tipo de ar-condicionado ideal para o seu ambiente 

Mas o que será que faz da airfryer tão querida? Será que essa fritadeira elétrica vale a pena? Sabemos que as dúvidas sempre surgem, e por isso resolvemos preparar este guia para você saber se o seu pé atrás com esse eletrodoméstico é justificado ou não. 

Mas já soltando um spoiler, adiantamos que essas novidades em eletrodomésticos tendem a nos oferecer interessantes argumentos em prol da praticidade e da inovação, como já mostramos ao falar do cooktop, da panela de pressão elétrica e da famigerada lava-louças.

Isto posto, vamos à fritadeira elétrica tão badalada!

O que é airfryer?

o que e Airfryer
Imagem: paulaphoto/iStock

A airfryer é uma fritadeira elétrica que não precisa de óleo para preparar os alimentos, pois é projetada para cozer sem a necessidade de gordura alguma.

Ou quase isso: há alguns alimentos que carecem, sim, da adição de óleo para serem preparados, mas na maioria das vezes, ele é completamente dispensável. 

Para funcionar de tal maneira, a airfryer faz uso do ar quente para conseguir um resultado bem próximo do que a fritura a óleo oferece aos alimentos. E isso é possível porque a airfryer funciona de modo bem parecido com o de um forno elétrico, aquecendo os alimentos por meio de um sistema de resistência elétrica. 

Mas não é só isso: enquanto a airfryer coze os alimentos com esse ar quente, uma hélice interna direciona esse ar diretamente para os alimentos, produzindo assim uma casca crocante bem parecida com as cascas tão característica das frituras a óleo e de forma bem mais saudável.

Mas ainda não é só isso: também é possível utilizar a airfryer para assar, grelhar e gratinar os alimentos. Ou seja, ela é um eletrodoméstico para lá de versátil.

O que fazer na airfryer?

Airfryer
Imagem: 802290022/iStock

Falamos acima sobre a versatilidade da airfryer e queremos reforçar: se ela fosse uma escola de samba, esse seria um dos quesitos em que ela tiraria dez. 

Você pode fazer de tudo na airfryer. Fritar coxinhas, quibes, pasteis, asa de frango. Fazer aquele aipim frito delicioso ou, se preferir, um torresmo para o domingo à tarde. Dá para preparar carnes, massas, legumes, hambúrgueres – inclusive os feitos de vegetais –, além das queridas batatas fritas, é claro. E por aí vai.

E se você quer mais, saiba que ainda dá para fazer doces, como essas rabanadas deliciosas que ensinamos vocês a fazer neste post. 

Mas como falamos, há alimentos que ainda precisam de um fio de óleo para serem preparados na fritadeira elétrica. Este é o caso de alimentos in natura, nuggets e outros processados. Então, é bom ficar atenta. 

Preço da airfryer

Airfryer
Imagem: venusphoto/iStock

Existem diversos modelos de fritadeiras elétricas disponíveis no mercado. Das mais simples às mais sofisticadas. Portanto, há uma enorme variedade de preços de airfryers por aí. 

Você vai poder encontrar modelos mais em conta, por volta dos R$218,41, passando por modelos intermediários, que custam em torno dos R$436,90, e chegando a modelos com valores mais salgados, de R$1253,89 ou mais. 

É ver qual cabe no seu bolso e/ou quanto você está disposta a investir neste eletrodoméstico.

Vantagens e desvantagens da airfryer

Airfryer
Imagem: NeoPhoto/iStock

Como vimos ao longo desta publicação, a airfryer possui diversas vantagens, como a versatilidade, tanto no preparo, não se restringindo às frituras, como no que pode ser feito nela. 

Há também um dos seus maiores atrativos, que é a praticidade na preparação de alimentos mais saudáveis, devido à sua tecnologia que lhe permite abrir mão do óleo e de outros tipos de gorduras. 

Mas também precisamos mencionar que a airfryer é um utensílio bastante prático: fácil de usar e também fácil de lavar. Algumas de suas peças podem ser limpas em um lava-louças, inclusive. 

Entre as suas desvantagens, é preciso mencionar que o seu modo de fritura pode fazer com que parte dos alimentos não tenham o mesmo sabor de quando são preparados de maneira tradicional. Isso se dá porque, querendo ou não, o óleo é um ingrediente que confere sabor aos alimentos. E isso pode fazer diferença no resultado final. 

Outra desvantagem da fritadeira elétrica é que ela pode fazer com que alguns alimentos percam os seus nutrientes devido ao modo como este eletrodoméstico funciona. E isso é algo para se ter em mente. 

Além disso, é necessário ficar atenta com o tempo e a temperatura dos cozimentos, para que eles não passem do ponto. Quando isso ocorre, há boas chances de criar uma substância chamada acrilamida que, em grandes quantidades, pode ser cancerígena. Então, cuidado!  

Melhor fritadeira elétrica

Airfryer
Imagem: insjoy/iStock

Se você se convenceu de que ter uma airfryer em casa é bom negócio, deve estar se perguntando qual modelo de fritadeira elétrica escolher para chamar de sua. 

Como é de se esperar, e até já mencionamos, há uma variedade gigante de marcas e modelos disponíveis no mercado. O que faz com que o preço de cada uma delas mude conforme elas também mudem.

Portanto, não há mistério: você precisa compreender o que você quer e espera de uma fritadeira elétrica antes de escolher a sua.

Se você quer fazer uso apenas do básico, não faz sentido investir em modelos mais caros. Mas se você já gosta da praticidade e conforto que eletrodomésticos inteligentes podem oferecer, o jogo muda de figura. Enquanto modelos mais baratos tendem a ser analógicos e simples, os mais robustos tendem a ser digitais e podem ter mais funções.

Atente-se também para a quantidade de comida que você precisará cozinhar com frequência e, com isso, compre um modelo que tenha a capacidade ideal para as suas necessidades.

Também procure averiguar a quantidade de energia que cada modelo costuma gastar. Às vezes você pode estar em dúvida entre dois modelos e um levar vantagem neste tópico. 

E tente se inteirar dos tipos de alimentos que as fabricantes recomendam preparar ou não nos modelos que você está interessada. Assim você não corre o risco de comprar um produto que não dá conta de preparar tudo aquilo que você esperava quando decidiu investir no aparelho. 

Por fim, desejamos que ao escolher o seu modelo de fritadeira elétrica, a sua vida se torne mais saudável e sem perder o sabor. Boas compras! 

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados