Faça uma busca


|
Publicado em: 10 de outubro de 2020

Como escolher o tipo de ar-condicionado ideal para o seu ambiente

Este guia tem tudo que você precisa saber antes de comprar um aparelho de ar-condicionado.

Imagem: Imagem: fizkes/iStock
Arman Neto
Por: Arman Neto

É só o calor dar as caras novamente para a gente procurar meios de sobreviver a ele. Sobretudo, se encararmos o fato de que conforme os anos passam, os dias vão ficando cada vez mais quentes. Isto posto, quem é que nunca sonhou em ter um ar-condicionado em casa?

O problema é que comprar algo pela primeira vez nem sempre é tão fácil. Entrar em uma loja e escolher o primeiro modelo que vemos pela frente daquilo que precisamos é quase sempre uma má ideia. Com um aparelho de ar-condicionado não seria diferente. 

Leia também: O ar-condicionado não gela? 11 dicas para não passar calor

É preciso levar alguns fatores em conta na hora de comprar um ar-condicionado, como por exemplo, o número de BTUs necessários para o ambiente que você quer instalá-lo, o tipo de aparelho mais apropriado para as suas necessidades e saber o quanto de energia os diversos modelos de ar-condicionado consomem. 

Mas afinal, o que é esse tal de BTU?

Ar-condicionado
Imagem: Deagreez/iStock

BTU é a sigla em inglês para Unidade Térmica Britânica. E essa é uma informação importantíssima na hora de escolher o seu aparelho de ar-condicionado.

Quanto maior o BTU, maior a potência do ar-condicionado. Entretanto, na maior parte das vezes não há necessidade alguma de se comprar o aparelho mais potente. E o motivo disso é que a quantidade de BTU suficiente sempre dependerá do tamanho do cômodo em que o ar-condicionado será instalado.

Agora que já sabemos o que é BTU, como calculá-lo? 

Ar-condicionado
Imagem: Deagreez/iStock

Pensar em calcular a quantidade de BTUs para um cômodo pode até assustar no começo, mas na verdade essa é uma conta bem simples. Você só precisa ter algumas informações para isso: o tamanho do espaço em que o aparelho de ar-condicionado será instalado e a quantidade média de pessoas que ocuparão esse espaço. 

Tendo essas informações em mãos, o que você precisa ter em mente é que para refrigerar um ambiente, você precisará de 600 (se tiver menos exposição ao sol) a 800 (se tiver mais exposição ao sol) BTUs por metro quadro.

Exemplo de cômodo com baixa exposição ao sol:

  • Para um quarto de 10m² onde apenas uma pessoa dorme, a conta será: (600×10) + 600 = 6.600. Logo, a potência necessária para refrigerar esse quarto será de 6.600 BTUs.
  • Para um quarto de 10m² onde duas pessoa dormem, a conta será: (600×10) + 600 + 600 = 7.200. Logo, a potência necessária para refrigerar esse quarto será de 7.200 BTUs.

Apesar disso, recomenda-se para ambos os casos um aparelho de ar-condicionado com 9.000 BTUs para garantir a refrigeração do quarto. 

Exemplo de cômodo com alta exposição ao sol:

  • Para um quarto de 10m² onde apenas uma pessoa dorme, a conta será: (800×10) + 600 = 8.800. Logo, a potência necessária para refrigerar esse quarto será de 8.800 BTUs.
  • Para um quarto de 10m² onde duas pessoa dormem, a conta será: (800×10) + 800 + 800 = 9.600. Logo, a potência necessária para refrigerar esse quarto será de 9.600 BTUs.

Seguindo o exemplo anterior, recomenda-se para ambos os casos um aparelho de ar-condicionado com maior potência para garantir a refrigeração do quarto. Um modelo com pelo menos 12.000 BTUs já dá conta do recado. 

BTUs calculados, agora é hora de conhecer os tipos de ar-condicionado

Ar-condicionado
Imagem: PCH-Vector/iStock

Saber qual o tipo de ar-condicionado ideal para você é algo de suma importância. Mais uma vez, o espaço que o aparelho irá ficar terá influência nesta decisão. Vamos a eles? 

Portátil

Ar-condicionado
Imagem: AlexLMX/iStock

Também conhecido como ar-condicionado de chão, este modelo é bem prático e ideal para espaços menores. Além de dispensar instalação, ele ainda te possibilita carregá-lo para onde você quiser. 

Janela

Ar-condicionado
Imagem: AlexWang_AU/iStock

Ideal para espaços pequenos, este modelo de ar-condicionado é feito de uma peça só. A condensação e evaporação do ar é toda feita por essa única peça. E apesar de fazer algum ruído, geralmente não é um problema. Para a sua instalação (que é bem prática), é necessário que haja um buraco e um suporte na parede. 

Slipt

Ar-condicionado
Imagem: Olivier Verriest/iStock

Silencioso e moderno. Esses são os melhores adjetivos para nos referirmos a esse tipo de ar condicionado. Entretanto, nem tudo são flores. Por ser constituído de duas peças (uma unidade condensadora e uma evaporadora), não raro há a necessidade de obras para a sua instalação. Os modelos residenciais de ar-condicionado split são:

  • Tradicional: nesse modelo, enquanto a unidade evaporadora fica dentro de casa, a unidade condensadora fica para fora de casa.
  • Window: nesse modelo, a unidade condensadora é acoplada à janela, sendo ideal para os cômodos em que o aparelho será instalado que não tem área externa.
  • Hi-wall: nesse modelo, a unidade condensadora é presa no alto da parede, o que faz desse modelo ideal para quem não pode ou não quer fazer uma obra para instalar o ar-condicionado.

E os aparelhos de ar-condicionado quente e frio, valem a pena?

Ar-condicionado
Imagem: Suradech14/iStock

Também conhecidos como ar-condicionado com ciclo reverso, estes modelos são ideais, e às vezes até necessário, para quem mora em lugares que além do calor, fazem muito frio. Caso você seja uma pessoa muito friorenta, também vale a pena ter esse tipo de ar-condicionado no horizonte. Todavia, o que vai influenciar mesmo na escolha por um aparelho com essa característica é o local onde você mora. 

Leia também: Aprenda a deixar sua casa com a temperatura ideal

Por último, mas não menos importante: o gasto de energia.

Ar-condicionado
Imagem: Rattankun Thongbun/iStock

Se tem uma coisa que já se tornou senso comum para o brasileiro, é o conhecimento de que os aparelhos de ar-condicionado gastam energia que é uma beleza. Portanto, é bom ter algumas informações em mente antes de comprar o seu. 

A primeira delas é saber se a rede elétrica da sua casa ou prédio está preparada para esse gasto extra de energia. Isso estando certinho, você precisa ter atenção com a voltagem do seu aparelho. 

Embora não altere a potência do ar-condicionado, os modelos de 110V gastam mais energia do que os de 220V. Por conta disso, os aparelhos de 110V exigem alimentação elétrica trifásica (indicada para residências que possuem equipamentos elétricos cuja soma das potências ultrapassa 8000W), pois necessitam dessa energia a mais. 

Inverter x Dual Inverter

Inverter é uma tecnologia que visa diminuir o consumo de energia de um aparelho. O que, consequentemente, ajuda a dar uma aliviada na conta de luz. 

Essa tecnologia funciona da seguinte forma: por não precisar desligar o compressor do aparelho, os picos de voltagem não ocorrem, o que gera um melhor fluxo de energia. Isto acontece porque ao atingir a temperatura desejada de forma mais eficiente, a temperatura se estabiliza, otimizando o seu funcionamento e com isso, evitando o gasto excessivo. 

Já a tecnologia Dual Inverter, desenvolvida pela fabricante LG e usada com exclusividade em seus aparelhos de ar-condicionado, é uma espécie de evolução da tecnologia Inverter. 

Os aparelhos que contam com a tecnologia Dual Inverter utilizam um motor duplo. O que, obviamente, dobra a velocidade que o ar-condicionado leva para alcançar a temperatura desejada, otimizando mais ainda o seu funcionamento e alcançando um melhor resultado ao economizar energia. 

Segundo a fabricante, os aparelhos de ar-condicionado que usam a tecnologia Dual Inverter chegam a economizar 70% de energia em comparação aos modelos convencionais enquanto os aparelhos que usam a tecnologia Inverter economizam apenas 30% quando feita a mesma comparação. 

Todavia, é importante ressaltar que por se tratar de uma tecnologia exclusiva, ela acaba fazendo que com os aparelhos da fabricante sejam mais caros do que de suas concorrentes. Cabe a você decidir se o investimento vale a pena. 

Por fim, recomendamos que você escolha modelos de ar condicionado com o Selo Procel de Economia de Energia com classificação A ou B, pois elas te ajudarão a ter uma maior economia no gasto de energia. 

Leia também: Saiba como fazer a manutenção de ar-condicionado e economizar energia no verão

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados