Os remédios e tratamentos modernos podem oferecer muitos resultados positivos no caso de doenças graves. Entretanto, simples alterações no estilo de vida – incluindo exames preventivos, suplementos naturais, ervas e superalimentos – podem, antes de tudo, reduzir consideravelmente sua chance de desenvolver determinadas doenças.

COLESTEROL ALTO

Mudar a alimentação e sobretudo fazer mais exercícios pode ajudá-lo a evitar a formação de colesterol, um depósito de gordura associado ao aumento do risco de infartos e derrames.

  • Sempre tome café da manhã e inclua grãos integrais na forma de cereais (como trigo ou aveia em flocos) ou pão multigrãos. Descobriu-se que os níveis de colesterol são mais altos em adultos que não tomam café da manhã e mais baixos nos que comem um cereal integral.
  • Aumente a ingestão de frutas e hortaliças frescas. Por exemplo, a maçã é rica em pectina, o que ajuda a reduzir o colesterol.
  • Coma peixes como a cavalinha e o salmão pelos seus benéficos ácidos graxos ômega-3, que ajudam a reduzir o colesterol. Prefira carnes magras e apare qualquer gordura visível; remova a pele do frango antes de cozinhá-lo.
  • Tome gugul (Commiphora mukul), que pode baixar o colesterol aumentando o metabolismo de LDL no fígado. Mas, se você sofre de doenças hepáticas, doença inflamatória intestinal ou diarreia, consulte o médico antes de tomar esta erva.

Leia mais sobre o colesterol aqui.

HIPERTENSÃO

Algumas terapias alternativas podem ajudar a reduzir a hipertensão.

  • Em primeiro lugar, discuta com o médico a possibilidade de alterações no estilo de vida – fazer mais exercícios, beber menos álcool e parar de fumar – para diminuir ou eliminar a dependência de medicamentos para hipertensão.
  • Reflita sobre tornar-se vegetariano. De um modo geral, os vegetarianos tendem a ter a pressão arterial mais baixa e menos riscos de doenças cardiovasculares. Isso se deve à maior ingestão de fibras, carboidratos complexos, vitaminas e nutrientes presentes em frutas e hortaliças, que ajudam a manter a pressão arterial num nível normal.
  • Igualmente, a obesidade é uma das principais causas de hipertensão. Enfim, a simples perda do peso excedente pode ajudar a reduzir a pressão arterial.
  • Em vez de começar uma dieta, procure fazer exercícios e comer alimentos saudáveis.
  • Siga estes dois mandamentos: diminuir o sal e aumentar o potássio. Uma combinação de sal elevado e potássio baixo resulta em pressão alta em algumas pessoas. Banana, cereais integrais, fava, batata, abacate e suco de laranja são boas fontes naturais de potássio.

Saiba mais sobre como reduzir a hipertensão.

CARDIOPATIAS

Fatos demonstram que mudanças relacionadas a atividades físicas e alimentação podem interromper o avanço de doenças cardíacas bem como reverter danos.

  • Proteja o coração comendo mais verduras, carne magra, cereais e pães integrais, boas fontes de ácido fólico. Isso ajuda a reduzir os níveis de homocistina, associada ao aumento do risco de doença cardíaca. Ou tome um suplemento de ácido fólico.
  • Introduza mais peixe em sua alimentação. Os ácidos graxos benéficos encontrados em peixes gordurosos, como o salmão e a cavalinha, contribuem para a saúde do coração reduzindo o risco de coágulos. Eles podem também reduzir os altos níveis de colesterol no sangue.
  • Reduza o risco de angina (dor no peito que pode ser sinal de infarto) evitando o estresse. Portanto, faça exercícios de relaxamento ou meditação.
  • Para aumentar a irrigação de sangue e oxigênio no coração, tome suplementos que contenham pilriteiro (Crataegus oxyacantha).
  • Beba suco de cranberry (arando), que contém antioxidantes contra a formação de placas nas artérias.

Como reconhecer e tratar um enfarte.