Você se lembra do título do último livro que leu? Fica se perguntando se tomou os remédios da manhã? Nomes fogem da sua mente? Apesar de não ser necessariamente um sinal de problema, o esquecimento é frustrante e, às vezes, um pouco aterrorizante (sobretudo quando você deixa o forno ligado… de novo). Produtos que auxiliam a memória e alguns remédios simples preparados em casa podem deixar sua memória aguçada agora e mantê-la afiada para os próximos anos.

1. Amêndoas para melhorar sua memória

Um estudo concluído recentemente por pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts e da Universidade de Tel Aviv revelou o quanto o magnésio é crítico para aprimorar e evitar o prejuízo da memória. No estudo, dois grupos de ratos idosos receberam dietas idênticas, mas um grupo recebeu suplemento de magnésio. Depois de testar os dois grupos, os pesquisadores verificaram que o suplemento melhorou a memória de curto e longo prazos dos ratos e até aprimorou sua capacidade de aprendizado.

Eles descobriram que o número de sinapses (terminações nervosas no cérebro que transportam as memórias como impulsos elétricos) aumentou nos cérebros dos ratos que ingeriram magnésio. Mas nada de correr até a farmácia e comprar quilos desse mineral, alertam os pesquisadores. Os suplementos de magnésio disponíveis não funcionam da mesma forma que aqueles utilizados nas pesquisas. O ideal é obter o magnésio à moda antiga, isto é, consumindo alimentos como amêndoas, castanhas e frutas secas.(Folhas verdes e brócolis também são excelentes fontes.)

2. Conte com o café

O consumo de bebidas cafeinadas turbinará sua capacidade de concentração no curto prazo. E você também pode obter benefícios no longo prazo, especialmente no caso dos idosos. Na Faculdade de Medicina de Lisboa, em Portugal, pesquisadores concluíram que idosos que ingeriam três ou quatro xícaras de café ao dia tinham menor probabilidade de ter perda da memória que os que consumiam uma xícara ou menos de café por dia. Num estudo na França, mulheres com mais de 80 anos que beberam três xícaras ou mais de café por dia tinham 70% menos probabilidade de desenvolver declínio de memória que aquelas que consumiram uma xícara ou menos.

3. Sinta um aroma agradável

Compre um vidrinho de óleo essencial de alecrim 100% puro numa loja de produtos naturais. Testes mostram que a inalação do aroma de alecrim aumenta a produção cerebral de ondas beta, o que indica conscientização aumentada. Outro estudo mostrou que a inalação do aroma do óleo essencial de alecrim melhorou a memória de alunos em testes. Para obter os benefícios de reforço da memória, aplique gotas do óleo nos cabelos, nos punhos, nas roupas ou num lencinho – qualquer lugar onde você possa sentir seu cheirinho. Você também pode usar um difusor.

4. Acrescente sálvia aos alimentos

Alguns estudos sugerem que os efeitos anti-inflamatórios da sálvia têm a capacidade de ativar a memória por várias horas após a ingestão de um extrato da erva. Embora tais suplementos não estejam comercialmente disponíveis, talvez seja possível replicar esses resultados adicionando a saborosa sálvia a diversos pratos. Por exemplo, asse frango ou peru recheado temperados com sálvia; faça um chá com uma colher de chá da erva seca; use a sálvia nos molhos de salada e pratos de arroz; ou salpique à vontade na carne de porco, aves ou peixes antes de cozinhar.

5. Coma salada de atum ou de salmão

Ou delicie-se com torradas de sardinha. As mesmas razões que fazem os peixes de água fria, como salmão, sardinhas, atum e arenque, serem tão benéficos ao coração, servem para o cérebro. Os ácidos graxos ômega-3 no peixe têm ação anticoagulante e impedem a obstrução das artérias, o que pode manter seu cérebro saudável e, possivelmente, sua memória afiada.