Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 11 de agosto de 2020

7 dúvidas respondidas sobre castração de animais de estimação

Entenda como esse procedimento funciona, suas vantagens, cuidados pós-operatórios e outras dúvidas comuns.

Imagem: FamVeld/iStock

A maior parte dos tutores de animais de estimação já conhece as vantagens da castração. Porém, a desinformação sobre esse procedimento ainda é consideravelmente alta, e algumas pessoas têm dúvidas sobre a cirurgia, o melhor momento para fazê-la e cuidados com o pós-operatórios.

Por isso, confira a seguir a resposta para 7 das principais dúvidas sobre a castração de animais de estimação, e fique por dentro desse procedimento tão importante para a longevidade do seu amiguinho de quatro patas!

Quais são os benefícios de castrar seu gatos e cachorros?

Imagem: chendongshan/iStock

Além de ser uma medida de controle populacional, que ajuda a reduzir o número de animais abandonados, a castração também confere muitos benefícios para a saúde dos seus animais de estimação. Como por exemplo:

  • Prevenir diversas doenças, como tumores de mama, infecção no útero e cistos ovarianos em fêmeas;
  • Prevenir tumores na próstata e nos testículos dos machos;
  • Evitar a gravidez psicológica nas cadelas;
  • Aumentar a expectativa de vida dos animais de estimação;
  • Evitar a propagação de doenças hereditárias, como hérnias.

Leia mais: 11 sinais de alerta para câncer em cães

Os cachorros e gatos mudam de comportamento após a castração?

doação de sangue animal
Imagem: PixelsEffect/iStock

Uma das mudanças mais nítidas sentidas pelos tutores de animais de estimação castrados é que eles tornam-se mais calmos. Isso se deve, principalmente, pela redução dos hormônios sexuais nos pets.

Além disso, gatos e cachorros castrados também tendem a se tornar mais caseiros.

O que, sobretudo para gatos, tende a ser uma vantagem, uma vez que diminui os ricos de vida que eles correm nas ruas, com atropelamentos e consumo de alimentos envenenados.

Entretanto, é importante que os tutores dos pets mantenham rotinas de exercícios com eles, além de uma alimentação equilibrada. Porque apesar da castração não causar diretamente o aumento de peso dos pets, ela pode vir a aumentar o seu apetite, fazendo com que eles comam em excesso.

Por isso, uma boa dica é apostar em rações reduzidas de gordura — as versões “lights” — específicas para animais de estimação que foram castrados.

Além de manter a forma e a disposição dos pets, isso também é importante para prevenir doenças ligadas ao sobrepeso, como diabetes, doença cardíaca e problemas ósseos.

Além disso, animais de estimação castrados também tornam-se menos territorialistas.

Dessa forma, diminui-se a tendência (que pode ser bastante incômoda para os tutores, principalmente para aqueles que moram em apartamentos) a urinar pela casa para marcar o território.

Mas não se preocupe com a mudança de comportamento do seu pet. Não é verdade que eles se tornam tristes ou desanimados. Na verdade, com a castração, eles tendem a ficar ainda mais dóceis e apegados aos tutores.

Leia mais: Pet em apartamento: qual a melhor opção?

Existe uma idade certa para castrar seus animais de estimação?

castração de animais de estimação
Imagem: kunst-mp/iStock

Outra dúvida bastante comum é acerca da melhor idade para castrar gatos e cachorros. De fato, não há um consenso universal sobre o assunto, mas a maioria dos veterinários recomenda que gatas e cadelas sejam castradas antes do primeiro cio.

O que, de forma geral, costuma ocorrer entre o 5º e 6º mês de vida dos bichinhos.

Porém, caso o primeiro cio já tenha passado, não há problema. O procedimento ainda pode ser realizado.

Já para os cachorros, o recomendado é que a castração seja feita a partir do 8º mês, para raças maiores, como labrador e rottweiler. Já para os menores, como chihuahua, a castração pode ocorrer a partir do 5º mês.

A castração, no entanto, nem sempre é indicada para animais mais velhos. Neste caso, o recomendado é que você converse com o seu veterinário antes, de modo que ele possa orientar a melhor opção para o seu pet.

Quais exames são necessários antes da castração?

castração de animais de estimação
Imagem: Thirawatana Phaisalratana/iStock

Antes do procedimento de castração, o veterinário costuma solicitar alguns exames pré-operatórios para checar a saúde do seu pet.

E, assim, evitar surpresas no desenrolar da cirurgia.

Os exames podem variar de acordo com o sexo e a condição de saúde de seu pet, mas costumam ser solicitados:

  • Hemograma completo;
  • Pesquisa de hematozoários;
  • Ecocardiograma;
  • Eletrocardiograma;
  • Ultrassonografia.

Leia mais: 8 exames simples para checar a saúde de seus animais de estimação

Como é feito o procedimento da castração?

castração de animais
Imagem: olovedog/iStock

Há diversas técnicas específicas para castração de gatos e cachorros, que variam de veterinário para veterinário.

Entretanto, em todos esses procedimentos o animal é anestesiado, de modo que ele não venha a sentir dor durante a operação. O recomendado é que o tutor opte pelo uso da anestesia inalatória, que apresenta menos riscos aos animais de estimação.

Além disso, o pet também deve estar de jejum, por cerca de 12 horas. Isso é importante para que ele não vomite durante o procedimento, pondo sua segurança em risco — ao aspirar o vômito, por exemplo, o que poderia gerar uma pneumonia.

Leia mais: 36 coisas que os animais querem que você saiba

O procedimento da castração é realizado com a retirada dos órgãos reprodutivos dos animais. Nas fêmeas, o útero, ovários e tubas uterinas. E nos machos, os testículos.

Atualmente, os veterinários têm optado por métodos menos invasivos, por meio de pequenas incisões no animal. Desse modo, a recuperação é mais rápida e possui uma menor probabilidade de complicações.

Quais são os cuidados necessários depois do procedimento de castração?

castração de animais de estimação
Imagem: PhenomArtlover/iStock

A recuperação da castração costuma ser rápida e não gerar problemas. Após o procedimento, o animal é liberado no mesmo dia, com exceção das fêmeas, que costumam ficar sob observação durante uma noite. Além disso, é comum que os veterinários prescrevam o uso de anti-inflamatórios, geralmente por 7 dias.

É importante que os tutores fiquem de olho em seus pest para que eles não pulem ou se movimentem muito nos primeiros dias pós-castração, uma vez que isso pode fazer com que os pontos se soltem.

Caso você perceba que algum ponto se rompeu é importante que leve o seu gato ou cachorro ao veterinário imediatamente. A soltura de algum ponto pode provocar lesões, como hérnias.

Além disso, é aconselhável o uso do colar Elizabetano (o “cone”), de modo que ele não venha mexer no local da incisão, prejudicando a cicatrização dos pontos.

Há formas de fazer uma castração gratuita?

castração de animais de estimação
Imagem: michaeljung/iStock

Uma das barreiras ainda encontradas para a popularização desse procedimento que traz diversos benefícios aos animais é o preço. O valor da castração costuma variar de R$300 a R$ 1 mil, dependendo da localidade da clínica, do sexo, da idade e saúde do seu pet.

Porém, diversas cidades brasileiras dispõem de programas de controle reprodutivo gratuitos com castração gratuita.

Então, caso você não tenha condições financeiras de pagar a castração do seu animal de estimação, procure se informar sobre essas iniciativas governamentais.

Leia mais: 12 dicas imperdíveis para mães e pais de pets de primeira viagem

No Rio de Janeiro, por exemplo, cada morador tem direito a fazer até três castrações gratuitas em seus animais.

Esse procedimento é realizado pela Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses, e antes de realizá-lo é necessário um agendamento presencial prévio. Para saber mais, acesse este link.

Além disso, uma outra opção são as universidades públicas e privadas que mantém projetos de castração a preços populares ou gratuitas.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados