Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 25 de fevereiro de 2021

Como tratar manchas de acne? Dermatologistas explicam

Confira algumas dicas para garantir uma pele saudável e bonita

Imagem: iStock

A acne é um tipo de inflamação na pele que pode deixar cicatrizes e manchas. Diferentemente do que muita gente pode acreditar, ela não é exclusiva de adolescentes — adultos também sofrem com ela, principalmente mulheres que já passaram pela menopausa.

E apesar de que espremer pode parecer uma ideia sedutora para “livrar-se” das bolinhas incômodas, a dermatologista Mariana Corrêa diz que isso não é aconselhável. 

“Uma primeira dica sobre a acne: não se deve espremer, pois pode aumentar a inflamação e ainda deixar manchas e cicatrizes”, explica.

Mas então, como tratar a acne e livrar-se das manchas? Continue acompanhando esse post até o final e confira o que três especialistas no assunto têm a dizer.

Por que as acnes surgem?

Imagem: iStock

Há muitas razões para o surgimento das acnes. Essas incômodas espinhas podem ser fruto da obstrução dos poros com óleo, pele morta e bactérias. Além disso, hormônios e até má alimentação também podem propiciar o surgimento de acnes.

E atualmente, até mesmo o uso frequente das máscaras tem sido associado ao surgimento das espinhas — um fenômeno chamado de maskne.

A acne tem cura?

Apesar de incômoda, a acne tem cura. Mas para isso, é fundamental consultar um médico dermatologista, que prescreverá o tratamento mais adequado dependendo do seu problema.

“Produtos à base de ácido salicílico e ácido glicólico podem ajudar e devem ser prescritos por dermatologista. Esses ativos ajudam a clarear a pele reduzindo as manchas de acne e controlando a oleosidade da pele. Eles também fecham os poros e previnem a formação da acne”, explica a Dra. Mariana Corrêa.  

A doutora afirma que cremes, géis, sabonetes e antibióticos também podem ser indicados na consulta.

E quanto às manchas de acne?

poros abertos
Imagem: dimid_86/iStock

Além disso, procedimentos como peelings, lasers, dermoabrasão e preenchimentos cutâneos com ácido hialurônico também podem ajudar no tratamento das manchas de acne.

Sobre esses tratamentos, a Dra. Luciana de Abreu, dermatologista da clínica Dr. André Braz, destaca a importância de procedimentos feitos em clínica dermatológica.  

“Recomendo opções na forma de drug delivery associado a tecnologias ou os peelings, entre eles: vitamina C, ácido azelaico, ácido retinoico, ácido glicólico, ácido salicílico, hidroquinona, ácido kojico, entre outros. Também é comum associarmos o uso de tecnologias como luz intensa pulsada, lasers e microagulhamento, principalmente quando as manchas de acne têm aspecto avermelhado e arroxeado”, explica a Dra. Luciana.  

A importância da boa alimentação

pré-diabetes
Imagem: iStock

Além disso, é importante entender a relação entre boa alimentação e pele saudável.

Leia também: 17 alimentos que atuam como anti-inflamatórios naturais

“Trabalhamos saúde e beleza da pele de dentro para fora. Sobre alimentos, recomendo a uva, por ser rica em resveratrol; frutas vermelhas, que são ricas em antioxidantes; aveia, que é rica em silício e zinco, com ação antioxidante e de controle da oleosidade; chia, rica em ferro e antioxidantes e cúrcuma e gengibre, alimentos anti-inflamatórios que podem ajudar no controle da acne”, afirma Dra. Mariana Corrêa.  

Alguns produtos com ação secativa também ajudam a reduzir a formação da acne. No entanto, a Dra. Ana Paula Fucci alerta para que eles não devem ser usados como única solução de tratamento.

“Existem diversos tratamentos eficazes para acne. Todos se baseiam em atacar as causas, como excesso de oleosidade, combater uma bactéria implicada na doença (“cutibacterium acnes”) ou mesmo um controle hormonal. Mas não há uma substância única, de uso externo, secativa, que produza resultados satisfatórios”, alerta.

A dermatologista Dra. Ana Paula Fucci lista seis dicas especiais de skincare para pele acneica:

benefícios do dermocosmético
Imagem: Prostock-Studio/iStock

1. Lavar o rosto duas vezes

“A pele acneica, que normalmente é oleosa, necessita ser higienizada duas vezes ao dia (no máximo 3 – para não ocorrer um efeito rebote, quando a pele aumenta a produção de sebo, de forma compensatória);

2. Atenção aos sabonetes

“Devem ser usados sabonetes específicos, que podem ser líquidos ou em barra. Alguns contém ácido glicólico ou salicílico, potencializando a renovação cutânea”

3. Produtos certos

“Em alguns casos pode ser necessário o uso de loções anti-oleosidade, para ajudar no controle da acne. Converse com seu dermatologista”

4. Associação com medicamentos

“É importante associar tratamentos tópicos de acordo com a orientação médica – variam de acordo com o grau e gravidade da doença. Casos mais graves podem necessitar de associação com medicamentos de uso oral, como antibióticos ou derivados da vitamina A”;

5. Use protetor solar

“Recomendo o uso regular de filtro solar, em gel, loção sem óleo ou serum, apropriados para a pele oleosa ou acneica”;

6. Faça limpezas de pele

“Limpeza de pele realizada por profissionais pode ajudar em determinados casos. Avalie com dermatologista, que saberá a real necessidade, pois em alguns casos pode haver uma piora”, conclui.


Fontes:

Dra. Mariana Corrêa, dermatologista com residência médica em Dermatologia UERJ/RJ e residência em Clínica Médica na Santa Casa de BH/MG.

Dra. Luciana de Abreu, dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e mestrado pela UFRJ.

Dra. Ana Paula Fucci, dermatologista formada em Medicina pela Universidade Federal Fluminense(UFF) e residência em Clínica Médica na UFF e Dermatologia na UFRJ.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados