Faça uma busca
|
Publicado em: 4 de abril de 2020

17 alimentos que atuam como anti-inflamatórios naturais

Confira alguns superalimentos que ajudam a combater inflamações.

Imagem: Julio Ricco/iStock

Você sabia que alguns alimentos, como as castanhas, o salmão, a linhaça e azeite, podem atuar como anti-inflamatórios naturais?

As inflamações são sinais de alarme do corpo. Assim como o tornozelo incha depois de uma torção, outras partes do corpo – incluindo as internas – incham em resposta a lesões, exposição a substâncias químicas ou vírus. As inflamações são formas do nosso corpo avisar que há algo errado.

Contudo, inflamações constantes podem ter várias consequências para a saúde. Pesquisas tem levado especialistas a acreditar que a inflamação está associada à incidência de câncer e ao diabetes. Além disso, processos inflamatórios em órgãos internos e no sistema circulatório têm sido associados a doenças cardíacas.

Alguns alimentos, no entanto, são antioxidantes e atuam como anti-inflamatórios naturais, ajudando a combater os radicais livres que promovem as inflamações. Confira agora os principais e incremente sua alimentação com eles!

Os melhores anti-inflamatórios naturais:

  • Luis Echeverri Urrea/iStock

    1. Açafrão-da-terra

    A curcumina, substância responsável pela coloração amarela do açafrão-da-terra, ajuda a aliviar a inflamação que contribui para o crescimento do câncer. Cientistas também estão estudando a ação anti-inflamatória da curcumina na fibrose cística.

    Confira todos os benefícios do ação-da-terra!


  • dulezidar/iStock

    2. Azeite de oliva

    O azeite contém antioxidantes chamados polifenóis, que, segundo pesquisas, ajudam a diminuir a inflamação nos vasos sanguíneos e
    no cérebro. Prefira o azeite de oliva virgem, que contém mais polifenóis que as variedades mais processadas.

    Confira todos os benefícios do azeite de oliva!


  • 3. Camomila

    Os alemães usam a camomila para curar tudo. A erva é conhecida na Alemanha como alles zutraut, ou “capaz de tudo”.  A ação anti-inflamatória da camomila assemelha-se à dos anti-inflamatórios não esteroides (AINE), como o ibuprofeno e o ácido acetilsalicílico.

    Descubra os benefícios do chá de camomila!


  • 4. Canja

    Ao analisar a canja em laboratório, um pesquisador do Nebraska Medical Center constatou que ela foi capaz de reduzir em até 75% a inflamação e a congestão causadas por neutrófilos, agentes imunológicos que combatem os vírus. A canja em lata também foi eficaz.

    Aprenda a preparar canja e outras sopas curativas


  • taa22/iStock

    5. Chá-verde

    Usado há séculos e com várias indicações medicinais, o chá-verde é uma excelente fonte de polifenóis, que ajudam a diminuir os radicais livres causadores de inflamação.

    Confira outros benefícios do chá-verde!


  • dziewul/iStock

    6. Cravo-da-índia

    Muito usado na culinária indiana, o cravo-da-índia contém uma substância anti-inflamatória chamada eugenol. Em estudos recentes com animais, essa substância inibiu a COX-2, enzima que estimula a inflamação.


  • pogrebkov/iStock

    7. Farelos de cereais

    As fibras dos farelos de cereais estão associadas à redução da inflamação em mulheres com diabetes do tipo 2. O Physicians’ Health Study constatou que era 28% menos provável que os médicos que consumiam cereal matinal com fibras todos os dias tivessem insuficiência cardíaca ao longo de 24 anos – um efeito que pode estar ligado à redução da inflamação.

    21 maneiras de incluir mais fibras na alimentação


  • /iStock

    8. Frutos silvestres e cerejas

    Esses frutos doces neutralizam a ação dos radicais livres no organismo. Além disso, também podem ajudar a interromper processos inflamatórios em tecidos.


  • Volosina/iStock

    9. Gengibre

    O gengibre é usado há milênios para combater várias doenças – desde dor de estômago até artrite e doenças cardiovasculates –, graças a seu efeito anti-inflamatório. O gengibre ajuda na prevenção e desaceleração do crescimento do câncer, além de aliviar as enxaquecas pelo bloqueio das prostaglandinas, que são substâncias inflamatórias.

    Confira mais benefícios do gengibre para sua saúde!


  • AlexRaths/iStock

    10. Hortaliças de cores vivas

    Escolha hortaliças em tons intensos de vermelho, laranja e amarelo, que são ricas em carotenoides, antioxidantes de ação anti-inflamatória.


  • panco971/iStock

    11. Linhaça

    A linhaça é rica em ácido alfalinolênico, que o corpo usa para produzir o mesmo tipo de ácidos graxos ômega -3 encontrados em peixes. Assim como o peixe, ela protege contra a inflamação.


  • Julio Ricco/iStock

    12. Nozes e castanhas

    São excelentes fontes de vitamina E. De acordo com dois
    estudos em animais, o consumo de nozes em conjunto com peixes gordurosos aumentaria a capacidade do corpo de combater a inflamação – e com efeito mais potente do que o consumo de cada um separadamente.

    Confira as melhores fontes de ácidos graxos essenciais!


  • levkr/iStock

    13. Romã

    Esta fruta é riquíssima em antioxidantes, como o ácido elágico, que ajuda a diminuir a inflamação. Talvez isso explique por que estudos mostraram que a romã reverte o avanço da doença coronariana.


  • VadimZakirov/iStock

    14. Salmão

    O salmão é rico em ácidos graxos ômega-3 – uma família de gorduras que tem ação anti-inflamatória. Estudos sugerem que o aumento do consumo de ácidos graxos ômega-3 ajuda a atenuar os sintomas da artrite reumatoide.

    Conheça as propriedades medicinais do salmão!


  • seven75/iStock

    15. Sálvia

    Esta erva anti-inflamatória também tem sido apontada em alguns estudos como capaz de melhorar a memória e reduzir edemas.


  • artisteer/iStock

    16. Suco de laranja

    Em um estudo, pesquisadores ofereceram aos voluntários água adoçada com açúcar ou suco de laranja. No grupo que consumiu a água com açúcar, houve uma reação inflamatória, mas o mesmo não ocorreu no grupo que tomou suco de laranja. Os pesquisadores atribuíram esse efeito ao teor de vitamina C e aos vários flavonoides do suco. Prefira os sucos feitos com 100% de polpa congelada, que preserva mais a vitamina C que o suco de laranja fresco após quatro semanas de armazenamento.

    Vitamina C: saiba por que seu corpo precisa dela


  • CarlosAndreSantos/iStock

    17. Vinho

    O consumo de vinho foi associado à diminuição do risco de desenvolver doenças cardíacas, o que poderia ser atribuído ao seu efeito anti-inflamatório. Mas não exagere! O consumo excessivo de álcool também foi associado ao câncer.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close