No verão, a incidência de cálculo renal, quadro clínico popularmente conhecido como “pedra nos rim”, aumenta em até 30%. E o ator Bruno Gagliasso, que está no ar na novela “O sétimo guardião”, foi mais um a entrar nessa estatística. Gagliasso deu entrada no hospital na última terça-feira (26) para realizar o procedimento de retirada de cálculos renais e segue internado até então.

A incidência de cálculos renais, uma condição extremamente dolorosa, está aumentando. Os rins filtram o sangue para manter seus componentes em equilíbrio. Outras partes do sistema urinário armazenam e depois eliminam do organismo o resíduo líquido – a urina. Assim, há muitas formas de manter esse processo funcionando bem. O que vai beneficiar sua saúde e qualidade de vida – em qualquer idade.

Pode ser um problema recorrente, mas, tenha você já sido afetado ou não, experimente estas sugestões para diminuir seu risco de desenvolver esses cálculos e manter a bexiga saudável.

Experimente uma faixa oriental

cálculos renais

Um haramaki japonês, usado sob a roupa ao redor do abdome e da região lombar, pode proteger os rins e trazer outros benefícios. Pode ser usado por cima da roupa como acessório. Foto: vanbeets/iStock.

Assine nosso conteúdo exclusivo

Segundo uma tradição japonesa, proteger os rins com um haramaki – faixa de tecido usada sob a roupa ao redor do abdome e da região lombar – ajuda a digestão, ameniza as cólicas menstruais e proporciona um sono reparador. Pode valer a pena experimentar e certamente não vai lhe fazer mal. Versões modernas dessa peça são vendidas na Internet.

Evite refrigerantes à base de cola

Beber muito líquido, em especial água, ajuda a evitar cálculos renais. Antigamente, acreditava-se que chá, café e álcool provocavam o surgimento das pedras, mas o pensamento mudou. E, com moderação, cerveja e vinho podem atuar como protetores. No entanto, descobriu-se que refrigerantes à base de cola aumentam o risco de formação de cálculos. Então é melhor evitá-los se você tem tendência a desenvolver essas incômodas pedras.

Mexa-se, balance

Você pode não ter vontade de se exercitar quando tem um cálculo nos rins. Porém, caminhar pode ajudar a deslocá-lo para que seja eliminado mais rapidamente.

Não corte os laticínios

Se você sofre de cálculos renais compostos de fosfato de cálcio ou oxalato de cálcio, o conselho era evitar os laticínios e outros alimentos com alto teor de cálcio. Mas estudos recentes mostram que, ao contrário, os laticínios e os alimentos ricos em cálcio podem na verdade prevenir a formação de alguns tipos de cálculo. Para cálculos de oxalato de cálcio, você deve evitar alimentos ricos em oxalato, como ruibarbo, espinafre, castanhas e farelo de trigo.

Cuidado com o sal

Embora o sal não esteja entre os componentes dos cálculos renais, quando o sódio (principal componente do sal) é excretado pelos rins, provoca um aumento nas quantidades de cálcio a serem expelidas na urina. Isto é, altas concentrações de cálcio podem se combinar com oxalato e fósforo e formar cálculos. Para quem é suscetível a cálculos contendo cálcio, é melhor reduzir o sal. Que ainda oferece o bônus de controlar a pressão arterial.

Precisa de outra razão para parar?

Pesquisa recente da Penn State of Medcine, da Pensilvânia, EUA, sugere que os fumantes são duas vezes mais propensos a desenvolver câncer de rim.

Ou mais uma?

O fumo é a causa de cerca de metade de todos os casos de câncer de bexiga nas mulheres; uma proporção muito maior do que se pensava anteriormente. Estudos mostram agora que as mulheres fumantes enfrentam o mesmo risco que os homens de desenvolver câncer de bexiga. As novas pesquisas sugerem que fumantes atuais são quatro vezes mais propensos – e ex-fumantes, duas vezes – a desenvolver esse tipo de câncer do que quem nunca fumou. Para dicas de como deixar de fumar, acesse www.inca.gov.br/tabagismo.

Colete seus cálculos renais 

calculos renais

Cálculos renais medidos em milímetros. Foto: piotr_malczyk/iStock.

Isso pode ajudar o médico a identificar o tipo de pedra que você desenvolve. Se você está expelindo um cálculo, urine sobre um pedaço de gaze ou em uma peneira fina para coletar a pedra. Depois leve-a para seu médico. A análise científica vai determinar que tipo de orientação nutricional seguir.

Dilema cítrico

Segundo os Institutos Nacionais de Saúde dos EUA, frutas ou bebidas cítricas podem proteger dos cálculos de oxalato de cálcio e de ácido úrico. Mas podem ser prejudiciais para quem apresenta tendência a cálculos de fosfato de cálcio. É importante saber qual é seu tipo de cálculo e obter a orientação adequada.

Corte as vísceras

Uma dieta rica em proteínas e purinas animais – presentes em altos níveis em vísceras, peixes e mexilhões – pode tornar a urina mais ácida; o que pode aumentar risco de cálculos de ácido úrico. Se esse é o seu problema, reduza ao mínimo ou corte o consumo desses alimentos.

Continue bebendo líquidos

calculos renais

Beber pelo menos 2,5 litros de líquidos por dia pode reduzir o risco de câncer de bexiga. Foto: Chalabala/iStock.

Ingerir líquidos pode ajudar a proteger do câncer de bexiga, segundo um novo estudo. Assim, os líquidos podem expulsar potenciais carcinógenos (substâncias que causam câncer) do organismo antes que eles tenham a oportunidade de provocar lesões aos tecidos que podem causar o câncer. Os pesquisadores descobriram que a ingestão de mais de 2,5 litros de líquido por dia estava associada a um risco 24% menor de desenvolver câncer de bexiga.

Leia também sobre cistite ou infecção do trato urinário – ITU.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!