Faça uma busca
|
Publicado em: 29 de dezembro de 2021

Saiba como aliviar sua dor sem medicamentos

Métodos naturais podem ser tão eficazes no combate à dor quanto medicamentos

Imagem: Yana Tatevosian/iStock

A dor faz parte do dia a dia de muita gente. Embora os analgésicos pareçam ser a escolha óbvia para lidar com essas questões, há vários remédios naturais que podem aliviar a dor e o mal-estar. Você deve conhecer e usar uma grande variedade de remédios naturais, às vezes até sem perceber!

Massagear um músculo tensionado ou fazer gargarejo com água morna e sal quando se tem dor de garganta são dois dos tratamentos mais comuns. Para a dor crônica ou severa, terapias como osteopatia ou acupuntura podem aliviar sem gerar os efeitos colaterais desagradáveis dos analgésicos. A seguir, saiba como aliviar 9 tipos de dor de forma natural, sem recorrer a medicamentos.

Dor de cabeça 

Uma causa comum da dor de cabeça é a tensão muscular, provocada pelo estresse ou pela má postura. Outras causas incluem:

Leia também: Aprenda a diferenciar a dor de cabeça da enxaqueca

  • Excesso de ingestão de comida ou de álcool;
  • Intolerâncias alimentares;
  • Alergias;
  • Desidratação;
  • Falta de cafeína;
  • Problemas dentários;
  • Fadiga ocular;
  • Infecção dos seios nasais.

Ajustar a alimentação ou a postura pode ajudar a prevenir algumas dores de cabeça. Você deve consultar um médico se tiver dores de cabeça persistentes ou recorrentes, ou as que vêm e vão em crises repentinas.

O que se pode fazer 

O relaxamento progressivo é uma maneira muito eficaz de reduzir as dores de cabeça e costuma ser recomendado em combinação com outras terapias, como ioga e tai chi, que aliviam o estresse e promovem o relaxamento físico. Tente massagear a testa e as têmporas com óleo de alecrim, pois estudos clínicos descobriram que este óleo tem efeito analgésico semelhante ao do ibuprofeno. 

Relaxantes suaves como a camomila e a erva-cidreira são remédios úteis para a dor de cabeça graças às suas propriedades sedativas e antiespasmódicas, e devem ser ingeridas como chás ao longo do dia. 

O óleo essencial de lavanda tem uma ação sedativa leve e é especialmente eficaz se usado em uma banheira com água morna ou em um queimador de óleos essenciais. Use o óleo de lavanda com moderação, adicionando cinco ou seis gotas a uma banheira.

Massagem para dor de cabeça

A combinação do aroma perfumado e da massagem suave pode amenizar a dor de cabeça. Misture em uma tigela pequena 10 gotas de azeite de oliva, 2 gotas de óleo essencial de hortelã e 3 gotas de óleo essencial de lavanda. Mergulhe as pontas dos dedos no óleo e massageie as têmporas ao longo da linha do cabelo e da base da cabeça. Cuidado para o óleo não cair nos olhos. Lave bem as mãos após cada aplicação.

Enxaqueca

A forma mais severa de dor de cabeça é conhecida como enxaqueca. Os sintomas incluem dor pulsátil e incapacitante – em geral em um lado da cabeça –, distúrbios visuais e, ocasionalmente, náusea, vômito e diarreia. A enxaqueca é causada pela alternância de constrição e dilatação das veias na cabeça e pode ser deflagrada por fatores como: 

  • Variações hormonais;
  • Estresse;
  • Excesso de esforço físico;
  • Intolerâncias alimentares;
  • Luz clara;
  • Ruído alto. 

Uma crise pode durar de duas horas a dois dias, ou até mais, e o tratamento para a enxaqueca é um analgésico.

O que se pode fazer

A matricária, em infusão ou em pastilha, é um remédio natural que reduz a frequência e a intensidade das crises de enxaqueca. Pesquisas sugerem que o petasites diminui a frequência em até 60% e melhora os sintomas para, ao menos, metade daqueles que sofrem de enxaqueca. Um suplemento de magnésio também pode ajudar, pois os pacientes em geral têm deficiência desse mineral. 

Algumas pessoas acham que uma xícara de café no início da dor pode diminuir a gravidade ou até cessar a crise. Acredita-se que o efeito se deva à cafeína, embora os cientistas ainda não saibam por quê. De forma semelhante, pequenas doses de plantas contendo cafeína como a cola e o guaraná são amplamente usadas para cessar as crises agudas de enxaqueca.

Dor de ouvido 

A dor de ouvido pode ser resultado de simples problemas mecânicos, como acúmulo de cera, ou de infecção bacteriana. Tratamentos convencionais incluem “lavar” o excesso de cera com a ajuda de uma seringa ou antibióticos contra infecção. Não tente remover a cera sozinho enfiando objetos no ouvido. 

O que se pode fazer

Para alívio imediato, coloque uma compressa de água quente sobre a orelha, mantendo-a ali até que resfrie. Para diminuir a dor de ouvido por causa da exposição ao frio ou de mudanças na pressão da água ou do ar, tente aplicar 30 segundos de pressão com uma leve vibração dos dedos no ponto TB 17 de acupressão, localizado na depressão atrás do lóbulo da orelha. Repita seis vezes após intervalos de 20 segundos. 

Recomendam-se equinácea, solidago e hidraste em forma de tintura ou pastilha para infecções de ouvido. Chicletes sem açúcar em geral contêm o adoçante xilitol, proveniente da bétula. O xilitol pode inibir o crescimento das bactérias que causam infecções dolorosas no ouvido médio. Grávidas e hipertensos não devem ingerir hidraste. Muitos naturopatas dizem que o azeite de oliva é um remédio eficaz contra a dor de ouvido. Coloque quatro gotas de azeite morno no ouvido, deixe por 10 minutos e depois deixe escorrer.

Dor de garganta 

Além da infecção de garganta, outras causas de dor de garganta incluem: 

  • Fumo;
  • Poeira ou poluição;
  • Fala ou grito em excesso;
  • Irritação nas membranas da garganta;
  • Respiração pela boca durante o sono. 

Vá ao médico se estiver sentindo dor ao engolir, se tiver febre alta ou se uma forte dor de garganta não melhorar em três a quatro dias. O tratamento usual para a dor de garganta depende da causa, mas infecções bacterianas são tratadas com antibióticos. 

O que se pode fazer

Assim que sentir o início da dor de garganta, gargareje uma mistura de ¼ de xícara de vinagre de maçã e ¼ de xícara de água – a maioria dos germes não consegue sobreviver a um ambiente ácido. Para coceira na garganta ou uma dor de garganta seca, faça um gargarejo com água morna e sal. 

Leia também: 10 gargarejos para eliminar dores e doenças diversas

O gargarejo com uma infusão de sálvia, duas vezes ao dia, também alivia a dor, enquanto a mucilagem (substância gelatinosa) encontrada no malvaísco e na casca de olmo elimina a dor quando essas ervas são ingeridas como infusão. É possível adoçar as infusões com mel, o que ajuda a aliviar a inflamação na garganta. Uma colher de mel de manuka também pode aliviar a dor. 

Inalações de vapor de lavanda, tomilho ou eucalipto podem ajudar (evite o tomilho durante a gravidez). Pode-se fazer uma massagem no pescoço com óleos de eucalipto e de hortelã-pimenta adicionados a um óleo base, o que dá alívio se as amígdalas estiverem inflamadas.

Experimente tomar umas colheres de água de picles ao primeiro sinal de dor de garganta – muitos juram que a salmoura ou a solução de vinagre dessa conserva é excelente para matar germes!

Torcicolo 

O torcicolo pode ser causado por: 

  • Lesões;
  • Má postura; 
  • Artrite;
  • Posição inadequada ao dormir ou trabalhar;
  • Tensionamento não intencional dos músculos devido a estresse ou ansiedade. 

Resíduos, como ácido lático, podem se acumular em músculos tensos e extenuados e, se não forem removidos pelo sangue, causam dor.

O que se pode fazer

Adicione óleo essencial de lavanda ou de eucalipto a um óleo base de massagem e aplique-o na pele com batidinhas ao longo das costas, nas laterais do pescoço e nos ombros. Pressione com as pontas dos dedos em círculos para desfazer os nós. Uma bolsa de água quente ao redor do pescoço pode aliviar temporariamente, enquanto a erva garra-do-diabo tem propriedades anti-inflamatórias que a tornam um agente útil no alívio do torcicolo.

massagem para alívio de dor
A massagem pode ser um tratamento para diferentes dores. (Prostock-Studio/iStock)

Dor nas articulações 

Dor em joelhos, cotovelos, punhos, quadris e em outras articulações pode ser decorrente de diversas doenças. Estas são as mais comuns: 

Torções e luxações causadas por acidentes ou exercícios incorretos. Se a dor persistir, você deve consultar um médico. O tratamento convencional inclui anti-inflamatórios ou analgésicos, fisioterapia e, em casos graves, cirurgia. 

O que se pode fazer

Exercícios regulares, como natação, são uma das melhores maneiras de manter as articulações saudáveis e flexíveis. Rotacionar punhos e tornozelos enquanto estiver sentado pode ajudar. Aplicar compressa quente e fria é útil para aumentar a circulação: use bolsas de gelo para a sensação de quentura e queimação nas articulações e toalha quente para a dor, aliviada pelo calor. Utilize ambas de forma alternada para a rigidez geral na articulação.

Pesquisas apoiam o uso de alguns remédios tradicionais para aliviar a dor nas articulações, como óleo de semente de groselha, de boswellia, de sementes de aipo, de garra-do-diabo e de urtiga-dioica. A cúrcuma é um anti-inflamatório natural, enquanto a glucosamina – um aminossacarídeo presente na cartilagem – desacelera os danos das articulações e alivia a dor da artrite.

Dor muscular 

A distensão ou o estiramento muscular causado pelo excesso de exercícios ou por acidente pode resultar em leve desconforto ou agonia incapacitante. Tais lesões costumam demorar algumas semanas para curar e podem enfraquecer os músculos. Tratamentos convencionais incluem: 

  • Analgésicos;
  • Relaxantes musculares;
  • Anti-inflamatórios;
  • Fisioterapia.

O que se pode fazer

Massagear o músculo afetado com óleos essenciais provoca alívio. Adicione quatro gotas de óleo de manjerona, seis gotas de óleo de eucalipto e cinco gotas de óleo de alecrim a 50 ml do óleo base de sua preferência. Aqueça o óleo da massagem nas mãos antes de aplicá-lo. Entrar em uma banheira com água morna e duas gotas de óleo de alecrim, de eucalipto e de lavanda também pode aliviar o desconforto. Um banho com sais de Epsom também é útil, pois o magnésio é um relaxante muscular. 

A fadiga muscular crônica pode resultar de deficiência de vitaminas B, C e E e também ser um sintoma de anemia por deficiência de ferro. Certifique-se de que sua alimentação seja rica em cereais integrais, frutas cítricas e vegetais folhosos.

Câimbra 

Quando um grupo de fibras musculares se contrai em excesso e entra em espasmo, ocorre uma dolorosa sensação de câimbra. As câimbras podem resultar do acúmulo de ácido lático nos músculos fatigados ou cronicamente tensos.

O que se pode fazer

O músculo com câimbra deve ser esticado o máximo possível contra o espasmo e massageado usando effleurage (movimentos de carícia longos) e petrissage (movimentos de amassamento, de enrugamento ou de rolamento). Isso aumenta o suprimento de sangue para o músculo e dispersa o ácido lático. Pressionar o ponto de acupressão Lv 3 (localizado no alto do pé, entre os ossos do dedão e os outros dedos) pode aliviar as câimbras de pés e panturrilhas. 

Leia também: 6 dicas de como evitar as cãibras e minimizar a dor

Para evitar deficiências minerais que possam causar câimbras, coma alimentos ricos em cálcio (laticínios desnatados, vegetais folhosos escuros, sardinhas em lata e salmão), potássio (batatas, bananas, laranjas e damascos) e magnésio (oleaginosas, leite e vegetais verdes).

Como as câimbras musculares em geral são causadas por desidratação, beba bastante água durante e após os exercícios.

  • Beba pelo menos 2 copos de água antes de começar a se exercitar.
  • Pare e beba entre ½ e 1 copo de água a cada 10-20 minutos durante as sessões de exercícios. 
  • Se transpirar muito, beba um isotônico que repõe o sódio e os eletrólitos perdidos. 
  • Se sentir câimbras noturnas após as atividades físicas, beba um copo com água antes de dormir.

Dor nas costas 

A dor que ocorre em qualquer lugar em volta da coluna vertebral, da base da cabeça até o cóccix, é a famosa dor nas costas, que pode ser aguda ou crônica e ter diversas causas: 

O que se pode fazer

Músculos tonificados e boa postura ajudarão a prevenir a dor nas costas. Além disso, um programa de exercícios que fortalece o centro do corpo trabalha os músculos abdominais, aliviando a pressão na coluna e reduzindo a dor nas costas. Por isso, tai chi, ioga e a técnica de Alexander são excelentes terapias. Exercícios calistênicos regulares de baixo impacto, como ciclismo ou caminhada, três vezes por semana fortalecerá ossos e músculos.

Se a dor nas costas for de origem muscular, uma massagem pode aliviá-la temporariamente. Para a dor na lombar, em especial aquela que irradia para a perna, pressione com firmeza Bl 23 ou Bl 47 (nas costas, no nível do quadril, a dois ou quatro dedos da coluna). Você saberá que está pressionando o local certo se sentir alívio nas pernas.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close