Faça uma busca
|
Publicado em: 9 de setembro de 2021

11 ingredientes que todo celíaco precisa ter em casa

Descubra alguns ingredientes livres de glúten que você deve incluir na sua lista de compras

Imagem: baibaz/iStock

Se você for celíaco, ou seja, tiver de seguir uma alimentação sem glúten, não poderá consumir trigo, aveia, cevada e centeio. Isso inclui todos os produtos feitos com eles, como massas, cuscuz, cereais, bolos e biscoitos. O glúten costuma estar escondido nos ingredientes dos alimentos, de maneira que você sempre deve ler os rótulos. Procure itens como amido modificado ou aglutinadores e recheios à base de farinha de trigo. Evite, também, bebidas fermentadas de cevada, como cerveja.

Leia também: Afinal, o glúten faz mal ou não?

Um nutricionista experiente poderá ajudá-lo a planejar suas refeições e poderá, também, indicar organizações especializadas. Consulte livros de culinária específicos em busca de receitas sem glúten. Substitua os alimentos proibidos por batatas, leguminosas, arroz, milho, nozes e castanhas.

Dicas para o cozinheiro celíaco

Quando você é celíaco precisa inventar formas criativas de dar variedade à sua cozinha e ainda garantir que nenhum alimento possua glúten. Na realidade, há muitos ingredientes a serem usados para assar e engrossar comidas, e, com improvisos inteligentes, você poderá atingir alguns ótimos resultados. Visite a loja mais próxima e peça produtos que não contenham glúten, assim como qualquer folheto disponível ou conselhos sobre quais produtos podem ser encomendados.

Cozinhando com trigo livre de glúten

O glúten presente no trigo é o que faz o pão crescer e que lhe dá sua textura característica. Os pratos feitos com os vários tipos de farinhas sem glúten, muitos dos quais estão disponíveis em lojas de produtos naturais, não terão exatamente a mesma textura daqueles que usam farinha de trigo comum. Com um pouco de prática, no entanto, você logo conseguirá produzir pães e bolos “alternativos”. Algumas farinhas sem glúten são:

Sagu

Normalmente, é feito com farinha bem fina de mandioca, a fécula. Tem pouco sabor e é parecido com a farinha de arroz, em textura. Quando se fala em sagu, muitas pessoas pensam logo na sobremesa feita com ele, o sagu de vinho, muito comum no Sul do Brasil. Mas você também pode usá-lo para fazer pudins e engrossar ensopados.

Tapioca

Assim como o sagu, a tapioca é quase amido puro, que também é extraído da mandioca. A forma mais comum de consumi-la é preparando tapioca recheada. Os sabores podem ser os mais diversos, desde coco com leite condensado até tomate seco com queijo coalho.

Leia também: Confira 11 opções deliciosas de tapiocas recheadas

Fécula de batata

É também conhecida como amido de batata. É boa para assar e engrossar molhos. Como o nome já indica, ela é produzida tendo a batata como base, por isso, é ideal para quem é celíaco. Você pode usá-la para preparar pratos salgados e doces, como um bem-casado delicioso.

Farinha de castanha

Contém substâncias antioxidantes e vitamina E. É também rica em gorduras mono e poli-insaturadas, que ajudam a diminuir os níveis do "colesterol ruim" do sangue (LDL) e aumentar o "colesterol bom" (HDL). A farinha de castanha tem um sabor característico e pode ser usada em bolos e biscoitos.

Farinha de arroz

Assim como a farinha de trigo, ela está disponível em versões integrais e refinadas. Esta farinha é feita é feita a partir do arroz moído. Você pode até mesmo fazê-la em casa. Basta colocar uma xícara de arroz no processador e peneirar. Repita esse processo até formar uma farinha fina. É possível usar a farinha de arroz para fazer bolos, pães, biscoitos e outras receitas.

Farinha de soja

É uma excelente fonte de fibras, proteínas e de vitaminas do complexo B. Tem um sabor forte e é melhor se for usada em combinação com outras farinhas. Você pode usá-la para preparar um saboroso pão sem glúten, além de biscoitos, bolos e outros.

Farinha de trigo sarraceno

Tem um sabor forte e característico. Esta farinha é perfeita para substituir a farinha de trigo comum. Muitas vezes é usada para preparar panquecas, mingau, sopas e outros. Para uso geral, é melhor misturá-la a outras farinhas sem glúten.

Milho

O milho não contém glúten e pode ser transformado em farinha e uma variedade de produtos. As receitas feitas à base de milho são muitas: pipoca, curau, pamonha, bolo e muitas outras. Ao preparar as receitas, observe se todos os ingredientes são livres de glúten, caso você seja celíaco.

Amido e farinha de milho

Entre os muitos produtos feitos com milho, o amido e a farinha são essenciais para se ter em casa. Ambos são ricos em vitaminas e minerais e bons agentes para engrossar molhos, caldos etc. Você também pode usá-los para preparar bolos, pães, polenta e outras receitas. Outra opção é usar o amido para preparar sequilhos, os famosos biscoitos amanteigados.

Farinha de araruta

A araruta é uma raiz mais conhecida pela sua farinha, ótima para substituir a farinha de trigo. Esta opção para celíacos é excelente para engrossar caldos. Além disso, com ela podem ser feitos os pratos mais diversos, de pães e bolos até mingau.

Farinha de grão-de-bico

Tem um sabor agradavelmente forte e é uma boa fonte de proteínas e de vitaminas. Esta farinha é muito comum na culinária de países como Índia, Paquistão, Nepal e Sri Lanka. Você pode usá-la para fazer falafel, pães e outras receitas.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close